Por Que Lavar as Mãos é Tão Importante na Luta Contra o Novo Coronavírus?

Lavar as mãos

Mesmo antes da COVID-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, ter sido declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), já ouvíamos a respeito da importância de lavarmos muito bem as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos como forma de prevenção contra ela.

Agora que a doença se alastrou em todo o mundo, ouvir essas e outras recomendações de prevenção se tornou ainda mais frequente.

Mas por que lavar muito bem as mãos é um ferramenta tão importante na luta contra o novo coronavírus? Bem, conforme apontou a mestra em comunicação ambiental e científica Brenda Goodman, em artigo publicado no site WebMD, lavar as mãos com água e sabão é uma arma muito mais poderosa contra os germes do que muitos de nós imaginam.

Ela conversou com a codiretora do Centro de Higiene e Saúde Doméstica e de Comunidade da Universidade Simmons nos Estados Unidos, Elizabeth Scott, que ressaltou que enquanto não dá para controlar o que outras pessoas tocam, dá para tomar conta das próprias mãos.

Scott explicou ainda que lavar as mãos com água e sabão trabalha em duas frentes – a primeira é que, ao lavar as mãos, a pessoa remove fisicamente itens impregnados nas suas mãos. Ao mesmo tempo, o sabão abre alguns agentes, rompendo-os.

“Os
coronavírus, como a versão deste ano, são revestidos por um envelope lipídico –
basicamente uma camada de gordura. O sabão consegue romper essa gordura e
tornar o vírus incapaz de te infectar. A segunda coisa que o sabão faz é
mecânica. Ele torna a pele escorregadia, de modo que ao esfregar o suficiente,
nós podemos remover os germes e enxaguá-los para longe”, completou
Goodman.

No
mesmo sentido, o Conselho Federal de Química (CFQ) explicou que de maneira
geral, os sabonetes, sabões e detergentes possuem propriedades químicas que
removem a maior parte da flora microbiana da superfície da pele.

Ao
lavar as mãos com água e sabão ocorrem interações simultâneas entre moléculas
que fazem com que os microrganismos sejam envolvidos pelo sabão, removidos da
pele e levados embora com a água, apontou a organização. O CFQ também alertou contra o uso do
álcool em gel caseiro
.

Mas nem todo mundo sabe como lavar as mãos

Foi o que um estudo do ano de 2013, mencionado pela mestra em comunicação ambiental e científica demonstrou. No experimento, 3.749 mil pessoas foram discretamente observadas ao lavar as mãos no ambiente de uma cidade universitária.

Os pesquisadores identificaram que apenas 5% dos participantes seguiram todas as regras para lavar bem as mãos e passou mais de 15 segundos lavando, esfregando e enxaguando as mãos. Aproximadamente 1% deles lavou as mãos apenas com água e cerca de 10% não lavou nada das mãos após usar o banheiro.

Isso
é preocupante, uma vez que os perigos de não lavar as mãos vão
além do risco de contrair o novo coronavírus
.

Como lavar corretamente as mãos com água e sabão?

É
isso o que vamos aprender no passo a passo a seguir:

  1. Abrir a torneira e molhar as mãos. Aqui não faz diferença se a água quente é ou fria – a temperatura da água não importa em termos de efetividade, segundo pesquisas;
  2. Ensaboar as mãos e esfregá-las muito bem, em todas as partes, incluindo entre os dedos (sem esquecer o dedão), os pulsos e as pontas dos dedos. Todo o processo deve durar pelo menos 20 segundos;
  3. Enxaguar as mãos e secá-las, preferencialmente com papel toalha. Segundo, a mestra em comunicação ambiental e científica, esfregar as mãos no papel toalha ajuda a remover mais germes do que somente lavá-las. As mãos secas também têm menor propensão a espalhar contaminação do que as mãos molhadas.

Mas quantas vezes ao dia as mãos devem ser lavadas com água e sabão? Muitas, especialmente agora que o contágio pelo novo coronavírus está tão disseminado e facilitado. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos recomenda lavar as mãos:

  • Antes, durante e depois da preparação de alimentos;
  • Antes de comer;
  • Antes e depois de cuidar de uma pessoa doente;
  • Antes e depois de tratar um corte ou outro tipo de ferida;
  • Antes e depois de usar o banheiro;
  • Depois de trocar fraldas ou de prestar auxílio a uma criança no banheiro;
  • Depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar;
  • Depois de tocar em um animal, manusear a comida dele e de mexer com os resíduos do animal;
  • Depois de mexer com o lixo.

Quando não for possível lavar as mãos com água e sabão, a recomendação é usar o álcool em gel 70%. A codiretora do Centro de Higiene e Saúde Doméstica e de Comunidade da Universidade Simmons nos Estados Unidos, Elizabeth Scott, explicou que os vírus com membranas lipídicas – como é o caso dos coronavírus – são destruídos pelo produto.

“Certifique-se de usar o suficiente, de modo que cubra todas as superfícies da sua mão. Esfregue até que as mãos fiquem secas, o que deve levar aproximadamente 20 segundos”, apontou Goodman.

A mestra em comunicação ambiental e científica também recomendou outros hábitos de higiene como evitar encostar em superfícies contaminadas, usar papel toalha limpo para abrir portas de banheiros e desinfetar superfícies sujas que são usadas diariamente como a tela do celular e o teclado do computador. Sim, até o seu smartphone pode ser responsável pela infecção do vírus!

Outras maneiras recomendadas de se prevenir contra o novo coronavírus

A
lista de recomendações da OMS e do Ministério da Saúde contra a COVID-19 também
inclui:

  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas, o que previne que as mãos contaminadas transfiram o vírus para os olhos, nariz e boca;
  • Não ter contato próximo com pessoas que estiverem doentes;
  • Manter pelo menos dois metros de distância de alguém que esteja tossindo ou espirrando – isso serve para diminuir os riscos de respirar gotículas respiratórias que contenham vírus, caso a pessoa esteja doente;
  • Certificar-se de que tanto você quanto as pessoas próximas a você praticam uma boa etiqueta respiratória: cobrir a boca e o nariz com o cotovelo dobrado ou com um lenço de papel ao tossir ou espirrar – no caso do lenço, ele deverá ser jogado fora depois da tosse ou espirro;
  • Ficar em casa se estiver sentindo-se mal e procurar o atendimento médico se apresentar febre, tosse e dificuldade para respirar;
  • Evitar aglomerações de pessoas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar o compartilhamento de objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter-se informado sobre os últimos desdobramentos acerca do coronavírus e seguir as instruções das autoridades locais e mundiais de saúde.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia da importância e se acostumou a lavar as mãos diversas vezes ao dia, principalmente agora com a pandemia do novo coronavírus? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Por Que Lavar as Mãos é Tão Importante na Luta Contra o Novo Coronavírus? Aparece primeiro em Mundo Boa Forma