Sangramento na gestação é perigoso? O que pode ser?

Alguns sangramentos na gestação são normais, mas às vezes pode ser um sinal de alerta. Veja aqui quando o sangramento na gestação é perigoso e o que pode ser.

O sangramento vaginal durante a gravidez pode ter vários significados, inclusive um aborto. Mas nem sempre isso é motivo de preocupação.

Ainda assim, é sempre bom saber o que está acontecendo no seu corpo no período gestacional.

Aliás, é possível ter um leve sangramento logo no início da gestação como um sintoma. Aproveite para conferir quais são os primeiros sintomas da gravidez e quando surgem.

As causas de um sangramento na gestação podem ser diferentes, a depender do trimestre da gestação, da intensidade do sangramento e de outros fatores.

O que pode ser

Veja o que pode ser o sangramento na gestação de acordo com o período em que ocorre:

1. Sangramento na gestação no primeiro trimestre

Estudos mostram que até 30% das gestantes apresentam algum sangramento leve no primeiro trimestre da gravidez, sem que isso seja preocupante ou prejudicial.

A saber, as possíveis causas de um sangramento vaginal nessa etapa da gestação são:

Gravidez ectópica

Trata-se de uma condição em que o embrião se instala nas trompas de Falópio e não no útero. De fato, a gravidez ectópica é uma emergência médica e é importante procurar um médico se o sangramento for suspeito.

Aborto espontâneo

O aborto espontâneo é a perda espontânea do feto antes da 20ª semana de gravidez. É sempre importante consultar um médico ao suspeitar que está sofrendo um aborto.

Gravidez molar

A gravidez molar ou doença trofoblástica gestacional é uma causa rara e preocupante de sangramento. Ela acontece quando o ovo é fertilizado, mas o feto não se desenvolve. Ao invés disso, um tecido anormal se forma no local.

Problemas no colo do útero

O colo do útero pode inflamar ou infeccionar por causa de condições como DSTs, herpes genital ou infecção urinária, por exemplo.

Aliás, a relação sexual também pode causar leves sangramentos já que o colo do útero fica muito vascularizado durante a gestação, o que aumenta o risco de sangramento.

Certamente, esses sangramentos normalmente não são preocupantes.

Sangramento de implantação

O sangramento de implantação ou nidação pode ocorrer nas primeiras semanas de gestação.

De fato, esse sangramento é geralmente leve e não preocupante, pois significa apenas que a placenta se implantou na parede do útero.

2. Sangramento na gestação no segundo ou terceiro trimestre

Já a partir do quarto mês de gestação, as causas mais prováveis de sangramentos vaginais são:

Placenta prévia

A placenta prévia é uma situação em que a placenta cobre o colo do útero. De fato, isso pode causar um sangramento grave que precisa ser avaliado por um profissional da saúde.

Trabalho de parto

A dilatação do colo do útero durante o começo do trabalho de parto pode causar sangramento. Neste caso, o sangramento não é problema pois apenas significa que o bebê está para nascer.

Colo do útero incompetente

O colo do útero incompetente é uma causa grave de sangramento na gestação. Isso acontece quando ocorre uma abertura prematura no colo do útero, que pode induzir o parto prematuro ou causar outros problemas.

Aborto espontâneo

O aborto espontâneo também pode ocorrer após o primeiro trimestre. Assim, ao suspeitar de um aborto nessa etapa da gestação, é muito importante procurar atendimento médico imediato.

Problemas com o colo do útero

Infecção cervical, inflamação no colo do útero e crescimentos anormais no colo do útero, por exemplo, também podem ocorrer a partir do segundo trimestre de gestação e causar sangramento.

Descolamento da placenta

O descolamento da placenta pode causar um sangramento que pode ser leve ou intenso de acordo com o grau de descolamento.

De fato, a separação da placenta da parede uterina (que ocorre antes do trabalho de parto) pode causar muito sangramento.

Apesar disso, muitas mulheres que sofrem descolamento de placenta tem uma gravidez saudável, mas isso vai depender de cada caso. O ideal é consultar um médico.

Ruptura uterina

Esse é um problema raro, mas grave, em que o útero se rompe – geralmente ao longo da linha da cicatriz de uma cesariana prévia.

Outras causas

Por fim, o sangramento durante a gravidez também pode surgir por causa de condições como:

  • Hemorroidas;
  • Relações sexuais intensas;
  • Exames;
  • Infecção;
  • Doença prévia.

Como proceder

gestante-sentindo-dor

Embora alguns sangramentos na gravidez sejam normais, é importante alertar o médico sempre que isso acontecer.

Não há como você mesma avaliar o sangramento e determinar a causa.

Sendo assim, mesmo que você ache que o sangramento foi leve, o ideal é reportar o ocorrido à equipe médica para avaliar se está tudo bem.

A saber, alguns sinais de que você deve buscar atendimento médico imediato são:

  • Sangramento intenso;
  • Dor abdominal forte e cólicas intensas;
  • Sangramento com coágulos de sangue;
  • Náusea muito forte;
  • Arrepios;
  • Febre igual ou maior do que 38ºC;
  • Tontura;
  • Desmaio.

A depender do seu caso, pode ser preciso realizar alguns exames para assegurar a sua saúde e a do bebê.

Certamente, se for o caso, seu médico vai te orientar sobre o uso de medicamentos e repouso. Mas os sangramentos leves e que não causam dor geralmente não são um problema.

A grande maioria desses sangramentos não impacta a gravidez. No entanto, se você sofrer uma perda gestacional, não hesite em buscar apoio psicológico para lidar com a perda da forma mais saudável possível.

Fontes e Eeferências Adicionais

Você já teve algum sangramento na gestação? Por isso, chegou a procurar um médico? Comente abaixo!

[Ratings]

O conteúdo Sangramento na gestação é perigoso? O que pode ser? Aparece primeiro em Mundo Boa Forma