Refrigerante na Gravidez Faz Mal?

Refrigerante

Refrigerante na gravidez faz mal? Veja se uma mulher grávida deve evitar esse tipo de bebida por trazer riscos ao bebê e à própria saúde.

É normal que as mulheres grávidas se
preocupem sobre os alimentos e bebidas que consomem durante os meses da
gravidez e como a sua dieta irá impactar a saúde e o crescimento do seu bebê.

A maioria das pessoas já devem saber que certos tipos de alimentos perigosos para grávidas podem afetar o desenvolvimento do bebê que ainda está dentro do útero, e embora ingerir líquidos seja muito importante para o bom funcionamento do corpo de todas as pessoas, é importante tomar cuidado com o que grávida não pode beber.

As futuras mamães têm que se certificar de beber oito copos de água por dia, já que a água oferece muitos benefícios para a gravidez, pois contém minerais necessários para o corpo, mantém a pessoa hidratada e evita que a pele seque, além de prevenir a constipação, que é muito comum durante a gravidez.

Porém, se você sentir vontade de bebidas com sabores como leite, sucos, milk-shakes e até mesmo refrigerante, existe algum problema em tomá-los?

Por que refrigerante na gravidez faz mal?

Tomar refrigerante na gravidez faz mal porque esse tipo de bebida é carregada com muito açúcar e pouquíssimos nutrientes, o que significa que você deve consumir o mínimo possível.

Essas bebidas também podem vir cheias de cafeína, um ingrediente que não é nada seguro para o bebê, podendo levar a partos prematuros além de outros problemas – entenda por que café na gravidez faz mal.

Muitos estudos já revelam que beber muito refrigerante não é saudável para ninguém – imagine então para as grávidas? Porém, é importante lembrar que cada gravidez é diferente uma da outra, por isso, procure orientação médica para ter certeza absoluta do limite diário ideal do consumo desta bebida.

Como tomar refrigerante na gravidez faz mal

Entenda agora como o refrigerante faz mal durante a gravidez.

– Corantes e adoçantes artificiais

Embora o consumo de uma pequena porcentagem de ingredientes artificiais não prejudique a saúde do seu bebê, estudos revelam que grandes quantidades de refrigerantes que contêm corantes e adoçantes artificiais não são aconselháveis.

A presença de sacarina em alguns refrigerantes também pode levar a defeitos congênitos em bebês.

– Bebidas com gás podem causar azia

As
bebidas com gás podem causar e até mesmo piorar a azia e queimação durante a
gravidez. Estudos dizem que, especialmente durante o terceiro trimestre, a
presença de cafeína nessas bebidas pode piorar a azia.

Se você sentir uma sensação de queimação na região do tórax ou logo abaixo da garganta após alguns minutos de ingestão de qualquer bebida gaseificada, pare de beber imediatamente.

– Presença de cafeína

Uma das razões pelas quais qualquer mulher grávida deve evitar beber refrigerantes é que eles contêm cafeína, e um estudo realizado pela Associação Americana de Gravidez (American Pregnancy Association) revelou que o consumo de mais de 300 mg de cafeína durante a gravidez pode levar ao aborto espontâneo.

A cafeína também pode privar o seu sono, bem como privar os níveis de cálcio em seu corpo, o que é essencial para a construção dos ossos e dentes do bebê.

– Saúde dos ossos

Quando alguém toma refrigerante, o ácido carbonato presente nesta bebida vai direto para a corrente sanguínea, retirando o cálcio dos ossos. Como resultado, isso irá causar dores severas nas costas e fará com que fique mais difícil para a mulher grávida suportar a sua barriga grande.

– Calorias vazias e zero nutrição

Os refrigerantes oferecem muito pouco ou nenhum valor nutricional, o que significa que não agregam valor à saúde de uma mãe grávida, além de aumentar os níveis de calorias em seu corpo.

Basicamente, essas bebidas não oferecem quaisquer vitaminas ou minerais, que são muito necessários para o crescimento e desenvolvimento do seu bebê. Porém, se você está morrendo de vontade de tomar algo efervescente, um gole ou dois do seu refrigerante favorito de vez em quando não irá causar nenhum dano – o problema maior está no excesso.

Durante a gravidez, a mulher deve se manter hidratada, já que consumir líquidos é necessário para que o corpo possa suportar as funções fisiológicas. Porém, você precisa escolher bem o que irá consumir, e lembre-se, a água é sempre a melhor opção.

Se você não gostar muito do sabor da água, consuma alguns sucos naturais ou leite como substituto. Uma ideia legal é também experimentar receitas de água saborizada. Quanto ao refrigerante, lembre-se de que ele deve ser tomado apenas ocasionalmente e em quantidades muito limitadas para que ele não seja prejudicial a você e o seu bebê.

Você já se perguntou se refrigerante faz mal na gravidez? Conhece alguém que possa confirmar? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Refrigerante na Gravidez Faz Mal? Aparece primeiro em Mundo Boa Forma