Os 5 piores tipos de comida para a saúde do coração

Para proteger a saúde do coração e prevenir-se contra doenças cardíacas, é importante praticar atividades físicas, controlar o estresse, não fumar, ter um peso saudável e manter as consultas médicas e os exames regulares, conforme orienta a Associação Americana do Coração.

Mas, sentiu falta de alguma coisa nesta lista? Pois é, seguir uma dieta balanceada, saudável e repleta de alimentos bons para o coração também é fundamental.

No entanto, além de escolher os alimentos bons para o coração na hora de montar as refeições, é fundamental cortar aqueles que são péssimos para a saúde cardíaca. Não sabe quais são eles?

Não tem problema. Listamos abaixo os cinco piores grupos de alimentos para a saúde do coração, confira a seguir!

1. Alimentos ricos em sódio

Um dos perigos representados pelo consumo excessivo de sódio é a pressão alta (hipertensão). Por sua vez, a pressão alta é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças no coração.

Uma das razões pelas quais consumir muito sal (que é rico em sódio) é perigoso para o coração é que ele eleva a quantidade de água que o corpo retém, conforme artigo de 2019 na Nutrients. Todo esse líquido extra é ruim para o coração.

Adicionalmente, toda a pressão exercida sob o coração em um quadro de hipertensão traz o risco de sofrer com ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal e até mesma perda de visão.

Como o sal não é o único produto com sódio na dieta, além de diminuir o seu consumo é importante limitar a ingestão de outros itens com sódio.

Por exemplo: carnes curadas e processadas, salgadinhos, queijos processados, fast food e comidas congeladas. Conheça outros alimentos ricos em sódio que devem ser bem reduzidos da dieta em prol da saúde do coração.

Tenha em mente que a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é não consumir mais do que 2 mil mg ou dois gramas de sódio diariamente. Entretanto, para quem já sofre com a pressão alta, a ingestão certamente deverá ser menor que esse limite.

2. Alimentos ricos em açúcar adicionado

Açúcar

As comidas com açúcar adicionado não são boas para a saúde de maneira geral. Entretanto, são especialmente perigosas para a saúde do coração.

Um estudo de 2014, publicado no Journal of the American Medical Association observou que as pessoas que tinham 17% a 21% das calorias diárias vindas de açúcares adicionados tinham 38% a mais de chances de morrer em virtude de doença cardíaca.

Isso em comparação àqueles que 8% das calorias diárias vinham de açúcares adicionados. Ou seja, o excesso de açúcares adicionados na dieta pode levar ao ganho de peso e a pressão alta.

Além disso, estes açúcares foram ligados ao aumento da inflamação do corpo. Ambos são fatores de risco para a doença no coração.

Como diminuir o açúcar?

Ao lado de cortar da dieta bebidas açucaradas como refrigerantes, bebidas esportivas, cafés cremosos, milk shakes, sucos artificiais e chás adoçados, evite doces, sobremesas, condimentos como ketchup e outros molhos industrializados.

Além disso, limite o consumo de comidas industrializadas e processadas como sopas, cereais, barrinhas e alimentos congelados.

3. Frituras

Um estudo de 2019, publicado no The BMJ, apontou que as frituras, principalmente o peixe frito e o frango frito, têm uma ligação com um risco mais alto de morrer de doença cardíaca.

Mas por que será que elas são tão ruins assim? As frituras geralmente são ricas em sódio, que pode elevar a pressão arterial. Escolher frituras e fast foods rouba o lugar de alimentos nutritivos que são bons para o coração, como vegetais e grãos integrais.

De acordo com a Associação Americana do Coração, as frituras também são um dos tipos de comida onde podemos encontrar as gorduras trans.

Aliás, as gorduras trans são o pior tipo de gordura alimentar e o consumo de alimentos ricos nessa gordura aumenta o colesterol ruim (LDL), ao mesmo tempo em que diminui o colesterol bom (HDL), esclareceu a Harvard Health Publishing.

Assim, o conselho é limitar o consumo de frituras em geral. Conheça fontes de gorduras trans para cortar da dieta.

4. Alimentos ricos em gorduras saturadas

Embora pesquisas recentes não tenham necessariamente concluído que as gorduras saturadas aumentam os riscos de ter doença no coração, há motivos para limitar a ingestão dessas gorduras.

Elas podem de fato aumentar o colesterol ruim, que eleva o risco de ter bloqueio nas artérias. Ter níveis não saudáveis de colesterol é outro fator de risco para doença no coração.

Diminua o consumo de fontes de gorduras saturadas como manteiga, queijo, óleo de coco, óleo de palma (azeite de dendê), frituras, alimentos processados e gordura animal, como gordura bovina, pele de frango e banha de porco.

Substituir parte das gorduras saturadas por gorduras poli-insaturadas mais saudáveis como aquelas do abacate, da linhaça e do peixe pode ajudar a reduzir o risco de doença no coração. Por isso, conheça outras fontes de gorduras saudáveis para a sua dieta.

5. Grãos refinados

Macarrão

O grupo dos grãos refinados é composto por itens como pão branco, arroz branco e biscoitos de água e sal, além de tudo mais que for à base de farinha de trigo refinada.

Um guia médico de alimentação saudável e prevenção de doença cardiovascular da Mayo Clinic apontou que os grãos refinados aumentam o risco de doença no coração.

Primeiramente, eles praticamente não possuem fibras – nutriente que está associado à melhoria do controle da glicose e ao auxílio à diminuição do colesterol.

Em segundo lugar, muito grãos refinados também recebem o acréscimo de açúcares adicionados nas receitas e produtos onde são usados. Como vimos, os açúcares adicionados também são ruins para a saúde do coração.

Então, a solução se torna diminuir a ingestão dos grãos refinados, substituí-los pelas versões integrais. Por exemplo, trocar o arroz branco pelo arroz integral, o macarrão branco pelo macarrão integral e assim por diante.

Fontes e Referências Adicionais:

Você costuma consumir esses alimentos? Quais deles? Conte para nós nos comentários!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Os 5 piores tipos de comida para a saúde do coração Aparece primeiro em Mundo Boa Forma