O que é esofagite? Sintomas e tratamento

Azia, irritação na garganta e dificuldade para engolir podem ser sintomas da esofagite. Veja o que é esofagite, quais são os sintomas da doença e como é o tratamento.

Visto que o esôfago é um tubo que liga a boca até o estômago, ele é essencial para o transporte de alimentos. Quando ele fica irritado ou inflamado, temos a esofagite.

Uma das principais causas de esofagite é o refluxo ácido. Isto é, aquela sensação de azia causada pelo retorno do alimento para o esôfago. Confira também quais são os remédios para azia mais usados.

Além disso, outras possíveis causas são infecções bacterianas ou virais e o uso de remédios. Entenda melhor sobre a esofagite, seus sintomas e como tratar.

O que é esofagite?

A esofagite é uma inflamação do esôfago. A maioria das pessoas com esofagite sofre com azia, dor na garganta e desconforto para comer. Existem quatro tipos da doença:

1. Esofagite de refluxo

A esofagite de refluxo ocorre quando o alimentos e os ácidos estomacais voltam para o esôfago.

Só para exemplificar: o esfíncter é uma válvula que separa o esôfago do estômago. No entanto, ela pode abrir para o lado errado. Como resultado, temos o vazamento de parte do ácido estomacal até o esôfago.

Aliás, veja quais são os remédios para refluxo mais usados e saiba como tratar o refluxo.

2. Esofagite eosinofílica

Eosinófilos são células do sistema imune. Elas combatem os parasitas e os alérgenos, por exemplo. Apesar de benéficos para a imunidade, o excesso deles pode causar inflamação.

Em suma, esse tipo de esofagite é geralmente causado por alimentos que causam alergias, como por exemplo:

  • Leite;
  • Ovos;
  • Soja;
  • Trigo;
  • Nozes;
  • Frutos do mar;
  • Amendoim.

Além disso, o pólen e outros alérgenos podem contribuir para a esofagite eosinofílica.

3. Esofagite causada por remédios

Por outro lado, a esofagite causada por remédios pode acontecer quando você os ingere com pouca água.

Apesar de prático, engolir remédios sem água não é nada saudável. Sem água suficiente, o remédio fica muito tempo no esôfago e pode se degradar ali mesmo, causando irritação.

Analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, bisfosfonatos, quinidina e cloreto de potássio, por exemplo, são alguns dos remédios que podem causar esse tipo da doença.

4. Esofagite causada por infecção

Por fim, a esofagite infecciosa pode ocorrer devido à presença de bactérias, vírus, parasitas ou fungos.

Apesar de rara, a esofagite causada por infecções pode afetar pessoas com o sistema imunológico fraco. Por exemplo, aqueles com HIV, AIDS, diabetes ou câncer.

Sintomas

queimação

Em suma, a esofagite causa azia e queimação, dificuldade para engolir e dor de garganta.

Além disso, outros sintomas são:

  • Dor no peito logo após comer;
  • Tosse e voz rouca.
  • Dor abdominal;
  • Perda de apetite;
  • Náusea e vômito;
  • Aftas;
  • Dor ao engolir e sensação de engasgo;
  • Mau hálito e gosto amargo na boca.

Além das causas mencionadas, alguns fatores aumentam o risco de ter esofagite. São eles:

  • Obesidade ou alimentação ruim;
  • Doença autoimune;
  • Hérnia;
  • Quimioterapia ou radioterapia;
  • Uso constante de aspirina ou de outros anti-inflamatórios;
  • Cirurgia prévia na região do peito;
  • Vômito crônico;
  • Uso de cigarro ou de bebidas alcoólicas;
  • Histórico familiar ou pessoal de alergias ou de esofagite.

Tratamento

Em casos de esofagite não tratada, podem ocorrer complicações como úlceras, perfuração do esôfago, cicatrizes no esôfago, câncer, redução do esôfago e obstrução.

Apesar desses riscos, o tratamento da esofagite é bem simples e traz ótimos resultados.

Certamente, o tratamento depende da causa. De fato, o mais comum é o uso de remédios com o intuito de regular a produção de ácido. Mas mudanças no estilo de vida também podem ajudar.

Por outro lado, são poucos os casos em que uma cirurgia para reparo do esôfago é necessária.

Desde que sejam prescritos por um médico, os seguintes remédios podem ser usados:

  • Antivirais;
  • Antifúngicos;
  • Antibióticos;
  • Antiácidos;
  • Analgésicos;
  • Bloqueadores de H2;
  • Inibidores da bomba de prótons;
  • Esteroides.

O tratamento dura de 2 a 4 semanas. No entanto, pessoas com a imunidade baixa podem precisar de mais tempo.

Logo após o início do tratamento, é importante evitar os alimentos picantes ou ácidos demais. De tal forma que optar por uma dieta para refluxo, por exemplo, pode ajudar bastante na recuperação.

Além disso, alguns ajustes no estilo de vida podem ajudar como:

  • Comer porções menores;
  • Mastigar devagar;
  • Evitar alimentos que te deixam mal;
  • Beber muita água;
  • Evitar o consumo de álcool;
  • Parar de fumar.

Por fim, um gastroenterologista é o médico mais qualificado para te orientar no tratamento da esofagite.

Fontes e referências adicionais:

A azia e a queimação já te causaram problemas? Já foi diagnosticado com algum tipo de esofagite? Então, comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo O que é esofagite? Sintomas e tratamento Aparece primeiro em Mundo Boa Forma