O Coronavírus Pode Sobreviver nas Solas dos Sapatos?

Sola do sapato

A pandemia do novo coronavírus chegou e virou o mundo de cabeça para baixo, ao ponto de os Jogos Olímpicos de 2020 terem sido adiados. Em meio a tantas mudanças, que envolveram os reforço com os cuidados de higiene e a necessidade de ficar o tempo que for possível isolado em casa, surgem muitas dúvidas a respeito do vírus e da doença provocada por ele, a COVID-19.

Uma delas é se o coronavírus pode sobreviver nas solas dos sapatos. Afinal, uma das recomendações que se recebe é a de não entrar em casa com os sapatos usados na rua, deixando um par de chinelos na porta para usar quando chegar. Inclusive, vale a pena saber como evitar o contágio pelo coronavírus quando precisar sair de casa.

Pois bem, de acordo com o médico especialista em cuidados críticos e pulmonares Joseph Khabbaza, até então um estudo de porte pequeno encontrou evidência de que o novo coronavírus pode ser transportado pelos sapatos. Entretanto, para Khabbaza é muito improvável que os calçados sejam um dos principais meios de transmissão do vírus.

“Os pesquisadores que fizeram o estudo esfregaram diversas superfícies em um hospital de Wuhan na China, em unidades onde os pacientes com COVID-19 estavam sendo tratados. Eles encontraram material genético do coronavírus em metade das amostras que tiraram das solas dos sapatos dos profissionais de saúde. Eles também identificaram evidência do vírus nos chãos, incluindo áreas além de onde os pacientes com COVID-19 estava sendo tratados”, detalhou o médico.

Para o especialista em cuidados críticos e pulmonares, enquanto isso sugere que os sapatos podem servir como um meio de transporte para o vírus, existe um limitação em relação ao estudos: os experimentos dos pesquisadores não determinaram a quantidade de “vírus viável” presente nos sapatos e nos chãos.

“Isso significa que não se sabe se havia uma quantidade suficiente do vírus ou se ela era estável o suficiente para ser infecciosa e causar doença caso alguém entrasse em contato com ele”, esclareceu Khabbaza.

Segundo o médico, a ideia que o novo coronavírus pode ser transportado pelos sapatos não foi testada fora de um contexto médico, onde pacientes com infecções ativas estão presentes.

Por enquanto, ainda acredita-se que o vírus causador da COVID-19 seja espalhado principalmente de pessoa para pessoa através de gotículas que são expelidas de pessoas contaminadas quando elas tossem, espirram ou falam, explicou o especialista em cuidados críticos e pulmonares.

Uma vez que são expelidas, as tais gotículas podem cair em outras pessoas ou se depositar em superfícies como o chão, completou Khabazza. Se alguém encostar em uma superfície contaminada e o vírus parar em sua mão, o vírus pode ser transmitido ao organismo caso tocar os olhos, nariz ou boca, acrescentou o médico.

Tanto que as medidas de prevenção contra o novo coronavírus incluem evitar ao máximo tocar qualquer área do rosto com as mãos e lavar muito bem as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos ou passar álcool em gel 70% – há a excessão do álcool em gel caseiro, pois ele não funciona e pode ser perigoso.

O especialista em cuidados críticos e pulmonares declarou que se as gotículas infectadas pelo novo coronavírus estiverem na sola dos sapatos, elas só seriam capazes de provocar uma infecção caso a pessoa tocasse diretamente nas solas dos calçados com as mãos e em seguida encostasse as mãos no rosto.

“Não deve ser um problema limpar os sapatos e evitar usá-los na casa, e praticar a higienização regular das mãos, evitar tocar o rosto com as mãos não lavadas e (praticar) o distanciamento social são as suas melhores apostas para evitar a infecção”, finalizou o médico. Saber como usar corretamente uma máscara facial quando precisar sair de casa também é muito importante.

Portanto, deve-se continuar a deixar os sapatos na porta quando chegar da rua depois de uma saída de urgência, entrar na residência com os chinelos limpos deixados na porta ou descalço e lavar os calçados utilizados na rua o mais rápido que puder. No entanto, não se esqueça de tomar todos os outros cuidados considerados mais importantes de prevenção para evitar ser contaminado pelo novo coronavírus. As informações são do centro médico acadêmico americano Cleveland Clinic.

Fontes e Referências Adicionais:

Você tem deixado os sapatos fora de casa assim que chega após uma saída inevitável para a rua? Tem tomado todos os devidos cuidados contra o coronavírus? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo O Coronavírus Pode Sobreviver nas Solas dos Sapatos? Aparece primeiro em Mundo Boa Forma