Kani é Saudável ou Faz Mal? O Que é Exatamente?

Muitos dizem que o kani é saudável, mas você sabe exatamente o que é este alimento muito presente nos restaurantes japoneses? Veja neste artigo tudo o que você precisa saber sobre este alimento tão controverso.

Embora ele seja muito conhecido como
caranguejo, principalmente porque a palavra “kani” significa caranguejo em
japonês, esse alimento básico dos restaurantes japoneses é uma imitação da carne
de caranguejo.

Em japonês, essa imitação de carne
de caranguejo é chamada de “surimi” que na verdade significa carne moída.

Além dos pratos japoneses,
atualmente ele está cada vez mais popular na cozinha das pessoas, como por
exemplo nas receitas de saladas lights das pessoas que comem kani-kama para emagrecer.

Mas pode ser que ele não seja tão
saudável como muitas pessoas acreditam.

O que é kani

Em resumo, esse é um alimento processado
que imita a carne de caranguejo considerado a “salsicha do mar”.

Kani, KaniKama ou Kani-Kama é feito
de surimi, que é uma pasta criada pela moagem e combinação de diferentes
espécies de peixes a fim de imitar o caranguejo ou outros frutos do mar.

Essa pasta é misturada com outros
ingredientes antes de ser aquecida e prensada em formas e o seu sabor imita especialmente
a carne de caranguejo.

Embora seja conhecido como um
alimento a base de caranguejo, ele é produzido a partir de frutos do mar e
geralmente não contém carne de caranguejo, exceto uma pequena quantidade de
extrato de caranguejo que às vezes é adicionado para dar sabor.

O Pollock é uma espécie de peixe
muito utilizada para produzir surimi, palitos de peixe e outros produtos de
peixe à milanesa devido a sua cor e odor suave.

Os produtos semelhantes ao
caranguejo podem ser rotulados como “frutos do mar com sabor de caranguejo”, “imitação
de caranguejo” ou “frutos do mar surimi”.

O surimi usado no Kani é composto
principalmente de Pollock do Alasca e inclui quantidades menores de outros
peixes brancos, bem como ingredientes obrigatórios como clara de ovo e amido de
milho.

Ele pode ser composto principalmente
por peixes brancos e é colorido com corante vermelho para melhorar a sua
aparência e aromatizado com aroma de caranguejo, que pode ser artificial ou
derivado de caranguejo real.

Para saber ao certo se kani é
saudável ou se kani faz mal, é importante saber do que ele é composto – quais
são os ingredientes presente neste alimento.

Ingredientes do kani

Como você pode ver, o principal
ingrediente do kani é o surimi, que geralmente compreender de 35 a 50% do seu
peso.

Os outros principais ingredientes
são:

  • Amido: Tanto o amido
    de batata, tapioca ou milho são frequentemente usados para o deixa-lo firme e
    congelável. No entanto, se o excesso de amido for usado para reduzir custos, o
    produto pode ficar viscose e macio.
  • Sal (cloreto de sódio):
    Além de adicionar sabor, o sal ajuda o peixe picado a formar um gel resistente.
    O cloreto de potássio desempenha as mesmas funções e pode substituir um pouco o
    sal.
  • Açúcar e sorbitol:
    Esses ingredientes ajudam o kani a congelar e descongelar e também contribuem
    com um toque de doçura.
  • Água: Geralmente o
    segundo ingrediente mais abundante no kani é a água que é necessária para obter
    a textura certa e controlar os custos do produto.
  • Óleo vegetal:
    Para melhorar a textura, aumentar o prazo de validade e sua cor branca, às vezes
    são utilizados os óleos vegetais, como de girassol ou soja por exemplo.
  • Proteína: A
    proteína da clara de ovo é a mais comum, porém outras como a soja também podem
    ser usadas. Elas aumentam o teor de proteínas deste alimento e melhoraram sua
    cor, textura e brilho.

Depois de combinar esses
ingredientes com conservantes e outros aditivos, essa mistura é cozida e
prensada nas formas desejadas bem como selada a vácuo e pasteurizada para matar
bactérias que são potencialmente prejudiciais.

Kani é nutricionalmente inferior ao caranguejo

A carne de caranguejo é
nutricionalmente mais rica do que qualquer imitação presente no mercado.  

Embora ambos (carne de caranguejo x kani) tenham um valor de calorias semelhante, 61% das calorias do kani é derivada de carboidratos, enquanto que 85% das calorias da carne de caranguejo vêm de proteínas e nenhuma de carboidratos.

Se você está tentando aumentar a sua
ingestão de proteínas e reduzir sua ingestão de carboidratos, como por exemplo
seguindo uma dieta low carb ou cetogênica, a carne de caranguejo é a mais
adequada.

A carne de caranguejo também é
significativamente mais rica em vitaminas e minerais, incluindo vitamina B12,
selênio e zinco, e isso ocorre porque alguns dos nutrientes são enxaguados
durante o processo do surimi.

Por outro lado, a carne de
caranguejo tende a ser mais rica em sódio do que o kani, embora ambos
contribuam para o limite diário de 2.300 mg já que o sal é adicionado em ambos
embora a quantidade varie de acordo com o fabricante.

Por fim, a carne de caranguejo é
geralmente mais rica em ácidos graxos ômega-3 do que o kani embora o ômega-3
possa ser adicionado ao kani, o que não é muito comum.

Contém conservantes, corantes e outros aditivos

Além desses ingredientes, este
alimento também contém vários aditivos incluindo alguns que você pode querer
evitar e que podem fazer com que muitas pessoas digam que kani faz mal.

Os aditivos que normalmente estão
presentes são:

  • Corantes vermelhos: O
    carmim que é extraído de pequenos insetos chamados cochonilhas que é amplamente
    utilizado para dar a coloração vermelha do kani.

Extrato
de beterraba, páprica e licopeno de tomate também podem ser usados.

  • Gomas: Ajudam os
    ingredientes a se unirem e assim estabilizar o produto. Exemplos incluem
    carragenina e goma xantana.
  • Glutamatos: O glutamato monossódico (MSG) e o inosinato dissódico, um composto semelhante ao MSG,
    podem ser utilizados como intensificadores de sabor.
  • Conservantes:
    Benzoato de sódio e vários aditivos à base de fosfato são usados regularmente
    para melhorar a vida útil deste produto.
  • Outros aromas:
    Podem incluir aromas artificiais de caranguejo, extrato real de caranguejo e
    mirin – vinho de arroz fermentado.

Pode-se dizer que o kani faz mal para
algumas pessoas porque em alguns casos o MSG pode causar dores de cabeça,
enquanto a carragenina está ligada a danos intestinais e inflamação de acordo
com estudos em animais e tubos de ensaio.

Além disso, estudos mostram que os
aditivos de fosfato podem levar a danos nos rins e aumentar o risco de doenças
cardíacas – em parte porque a alta ingestão de fostato por aditivos pode
danificar os vasos sanguíneos. Pessoas com doença renal correm um risco maior.

Além disso, algumas pessoas podem
achar pouco atraente que o carmim frequentemente usado na coloração deste
alimento seja extraído de insetos.

Identificação incorreta, segurança e alergias alimentares

Outros responsáveis pelo fato de que
pessoas afirmem que o kani faz mal, é que alguns fabricantes não listam os
ingredientes de frutos do mar com precisão, o que aumenta os riscos de
alergias.

É impossível conhecer todos os reais
ingredientes sem que sejam feitos testes especiais.

Quando 16 produtos à base de surimi
comprados na Espanha e na Itália foram testados, 25% listaram uma espécie de
peixe diferente daquela identificada pela análise de DNA.

A maioria dos produtos com etiquetas
incorretas foi importada de países asiáticos. Alguns rótulos nem citaram que o
surimi era feito de peixe, que é um dos principais alérgenos alimentares.

Rótulos imprecisos e inadequados
aumentam o risco de uma reação alérgica a um ingrediente que não foi
adequadamente divulgado.

A identificação incorreta também
oculta peixes que são potencialmente tóxicos. De fato, dois dos produtos
presente no surimi que foram erroneamente identificados continham uma espécie
de peixe ligada ao envenenamento por ciguatera, doença muito frequente do
marisco baseada em toxinas.

Se você sofre com alergias
alimentares, pode ser melhor evitar o consumo de kani que não contém
informações ou rótulos, como por exemplo, aperitivos em uma festa já que eles
podem abrigar alérgenos comuns, incluindo peixes, extrato de caranguejo, trigo
e ovos.

Kani faz mal para o meio-ambiente?

Alguns peixes pollock utilizados na
produção do surimi sofreram sobrepesca ameaçando inclusive a vida de leões
marinhos que se alimentam deste peixe.

Dito isto os fabricantes de surimi
estão utilizando cada vez mais outros tipos de frutos do mar de polpa branca.

Também é possível usar carnes que
não sejam peixes, como frango desossado, porco ou carne de vaca, embora isso
seja incomum.

Outro problema ambiental é que a
carne de peixe picada usada para fazer surimi é lavada várias vezes para
melhorar a cor, cheiro e textura o que usa muita água e gera águas residuais
que devem ser tratadas para que não contaminem os oceanos e prejudiquem os
peixes.

Kani é saudável?

Após ler tudo isso sobre este
alimento, você ainda pode estar se perguntando se kani é saudável. Se existem
mais pontos positivos do que negativos deste alimento.

Existem vários motivos pelos quais o
kani esteja cada vez mais popular, e um deles é o seu preço acessível quando
comparado com a carne verdadeira do caranguejo.

Outro ponto positivo deste alimento
é que ele pode ser consumido sem a necessidade de uma preparação adicional, e
pode ser uma ótima opção de lanche.

Se você está preocupado com todos os
aditivos presentes no kani mas mesmo assim quer saber os lados positivos deste
alimento, se kani é saudável, basta compará-lo com uma salsicha.

Assim como as salsichas, que são
alimentos à base de carne processada, o kani é produzido através de carne de
peixes processados, e como as salsichas, existem as versões mais saudáveis.

Por exemplo, algumas marcas utilizam
ingredientes mais naturais, como amido de ervilha, sal marinho, açúcar de cana,
fibra natural e realçadores naturais de sabor.

Além disso, alguns produtos são
fabricados sem glúten e sem ingredientes geneticamente modificados (OGM).

Alguns kanis podem ser certificados
para indicar que os frutos do mar utilizados são de origem sustentável.

No entanto, esses produtos mais
naturais custam cerca de 30% a mais e não são tão fáceis de achar no mercado em
comparação com os outros.

Agora que você já sabe o que é, como
pode ver o kani é saudável ou não de acordo com a qualidade do produto que você
consome. Por isso preste atenção nos rótulos na hora de fazer as suas compras.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia se kani é saudável ou faz mal? Consome com frequência? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo MundoBoaForma.com.br https://ift.tt/2TeGK4T
apareceu primeiro em Mundo boa forma