Índice de saturação da Transferrina – valores de referência e o que fazer

Índice de transferrina

Entenda o que é o índice de saturação da transferrina e saiba interpretar os valores de referência e o que fazer caso o seu índice apresente alterações.

O índice de saturação da transferrina serve para avaliar se há deficiência ou sobrecarga de ferro no organismo e é muito importante para o diagnóstico de anemia ferropriva e de outras doenças.

O teste geralmente é pedido depois que algum outro exame já indicou alterações nos níveis de ferro no sangue. Isso porque o ferro é um mineral indispensável para a saúde humana e a falta dele no organismo pode causar sintomas de anemia como fadiga e falta de ar.

Então entenda o que quer dizer a saturação da transferrina e o que tem a ver com a presença do ferro no seu corpo.

Índice de saturação da transferrina – O que é

Para compreender o índice de saturação da transferrina, primeiro é preciso saber o que é a transferrina.

A transferrina é uma proteína produzida pelo fígado que é responsável por regular a absorção de ferro no sangue. Então ela serve para transportar o ferro pelo organismo.

pesquisador no laboratório

Assim, uma das formas de medir a transferrina no sangue é por meio de um teste chamado de capacidade total de ligação ao ferro (TIBC, da sigla em inglês Total Iron-Binding Capacity), que mede a capacidade da transferrina de se ligar ao ferro e de transportá-lo por todo o sangue do corpo.

Total Iron-Binding Capacity (TBI)

Quando o TIBC é menor do que o normal, significa que há pouca transferrina livre e que o nível de ferro no sangue está alto. Dessa maneira, podem ocorrer problemas como a hemocromatose ou a doença hepática.

Já quando há muita transferrina não ligada ao ferro, o TIBC é alto e isso significa que o nível de ferro no sangue está inferior ao normal, e dessa maneira é muito provável que você sofre de deficiência desse mineral.

Saber o valor de TIBC é fundamental para a obtenção do índice de saturação da transferrina.

Igualmente importante é o nível de ferro sérico, que mede a quantidade de ferro presente no soro sanguíneo – líquido que sobra quando os fatores de coagulação e os glóbulos vermelhos são removidos da sua amostra de sangue.

Então a saturação de transferrina é um valor obtido a partir do ferro sérico e do TIBC, e ela é calculada através da razão entre o ferro sérico e a capacidade total de ligação ao ferro:

Índice de saturação de transferrina (%) = (ferro sérico / TIBC) x 100

Todo o ferro que não está ligado à transferrina tem potencial para ser tóxico para o organismo e essa é uma das razões de esse exame ser tão importante.

Isso porque o índice obtido representa o percentual de transferrina que está ocupado por ferro e é muito útil para entender a causa da deficiência ou excesso de ferro no sistema.

Valores de referência

Por meio de uma amostra de sangue coletada pela manhã (período em que os níveis de ferro são mais altos), é possível obter em laboratório as medidas de ferro sérico e de capacidade total de ligação ao ferro (TIBC).

Contudo esses exames não costumam ser solicitados em testes de rotina e só são requisitados por um médico quando há anormalidade em um hemograma e/ou quando são notados sintomas de anemia no paciente.

São considerados normais os seguintes níveis de ferro sérico, transferrina, TIBC e índice de saturação de transferrina:

  • Ferro sérico: 60 a 170 mcg/dL*;
  • Transferrina: 170 a 370 mg/dL**;
  • TIBC: 240 a 450 mcg/dL;
  • Índice de saturação de transferrina: 25 a 35%.

*mcg/dL = micrograma por decilitro de sangue

**mg/dL = miligrama por decilitro de sangue

Os valores acima podem variar um pouco de acordo com a idade, sexo e saúde geral do paciente. Entretanto em alguns laboratórios, são considerados normais índices de saturação de transferrina de até 30% para mulheres e de no máximo 45% para homens.

Índice de saturação de transferrina inferior ao normal

Certamente um índice de saturação de transferrina menor que o intervalo ideal pode indicar que você tem pouco ferro no organismo. Isso pode ter a ver com as seguintes condições:

  • Deficiência de ferro: o corpo não está absorvendo ferro o suficiente ou você não está consumindo quantidades adequadas do mineral;
  • Fluxo menstrual intenso: a grande perda de sangue pode resultar na eliminação de ferro;
  • Gravidez;
  • Alguns tipos de tumores;
  • Anemia;
  • Infecções crônicas;
  • Desnutrição;
  • Hemossiderose pulmonar.

Índice de saturação de transferrina alto

Entretanto, um índice de saturação de transferrina acima de 35% pode sugerir níveis elevados de ferro no corpo que podem estar relacionados com:

  • Anemia hemolítica: tipo de anemia em que o corpo não tem glóbulos vermelhos saudáveis em quantidades suficientes;
  • Intoxicação com ferro por uso excessivo de suplementos;
  • Sobrecarga natural de ferro: o corpo retém ferro além do que é necessário para suas funções;
  • Excesso de vitamina B6 (piridoxina) ou de vitamina B12;
  • Gravidez;
  • Hepatite ou insuficiência hepática;
  • Anemia sideroblástica;
  • Hemocromatose;
  • Uso de progesterona;
  • Talassemia.

Ferro Sérico, TIBC e Transferrina

Lembre-se de que o ferro sérico, a capacidade total de ligação da transferrina ao ferro e o índice de saturação de transferrina são medidas diferentes.

Além disso, a capacidade total de ligação ao ferro e a saturação de transferrina são inversamente proporcionais: quando um valor está elevado, o outro está menor que o normal e vice-versa.

Então entenda melhor na tabela a seguir alguns exemplos de como esses exames de inter-relacionam e o que eles podem indicar:

Condição de saúdeFerroTIBCSaturação de transferrina
Deficiência de ferrobaixo  altobaixo
Doença crônicabaixobaixo / normalbaixo / normal  
Intoxicação por ferro  altonormalalto
Anemia hemolíticaaltobaixo / normalalto  
Anemia sideroblásticaalto / normalbaixo / normalalto  
Hemocromatosealto  baixoalto

O que fazer

Depois de descobrir o que está acontecendo com os níveis de ferro no seu organismo, é possível iniciar o tratamento.

Tudo vai depender da causa. Se o seu índice de saturação de transferrina estiver alto por causa de uma doença como a hemocromatose ou a hepatite, tratamentos específicos para essas condições de saúde devem ser adotados.

No caso do excesso de ferro, por exemplo, uma das opções de tratamento é o uso de um quelante de ferro natural.

Ferro na alimentação

No entanto, de forma geral, é possível restaurar os níveis adequados de ferro e transferrina por meio de alterações na dieta, uso de suplementos e medicamentos prescritos por um médico de acordo com cada quadro clínico.

Caso um medicamento (como um anticoncepcional) ou suplemento esteja causando as alterações, o médico pode solicitar que você pare de toma-los ou reduza a dose por um tempo para que a saturação de transferrina seja normalizada.

Em relação à alimentação, se o índice de saturação de transferrina estiver inferior ao normal, alimentos ricos em ferro devem ser incorporados em sua dieta, como por exemplo:

  • Feijão;
  • Grãos;
  • Vegetais de folhas verdes escuras;
  • Carne vermelha;
  • Fígado.

Outras recomendações

Suplementos de ferro ou de vitaminas do complexo B podem ser necessários ou não, dependendo da reação do organismo de cada pessoa.

Entretanto em casos mais complexos, pode ser preciso tratar o problema com medicamentos específicos para cada doença ou até mesmo com transfusões de sangue.

Portanto tenha em mente que a interpretação do índice de saturação de transferrina pode ser confusa e pode significar várias coisas. É preciso contar com um médico para te dar o diagnóstico correto.

Dessa maneira sempre que surgir qualquer dúvida sobre os resultados dos seus exames, converse com seu médico para entender o que eles significam, evitando ansiedade e preocupação muitas vezes desnecessárias.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já precisou fazer o teste do índice de saturação de transferrina por algum motivo? O que foi diagnosticado pelo médico? Quais foram os valores apresentados? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Índice de saturação da Transferrina – valores de referência e o que fazer Aparece primeiro em Mundo Boa Forma