Hiperidrose: o que pode causar e como lidar 

Neste artigo você encontra todas as informações sobre a hiperidrose, causas e como lidar com o problema

A transpiração é um processo normal do organismo, que mantém a temperatura do corpo adequada. Quando ficamos muito tempo expostos ao sol é comum que o suor surja em excesso, mas caso isso aconteça sem a presença do calor, é possível que a pessoa tenha uma condição chamada hiperidrose.

A hiperidrose é mais comum do que se imagina, e muitas pessoas sofrem com esse suor excessivo, que pode se localizar em uma parte do corpo, ou até mesmo pelo corpo todo, isso varia de caso para caso. O importante é se cuidar para que o tratamento tenha o efeito desejado, por isso aposte em camisas antiodor, e outros itens que podem ajudar a conter o suor.

Abaixo você descobre o que é a hiperidrose, as causas e como fazer o tratamento da doença.

O que é

Muitas pessoas sofrem com hiperidrose e não sabem de onde vem o suor excessivo, mas é importante falar o que é a doença de uma maneira mais ampla. Ela pode estar ligada a fatores genéticos, sendo comum pessoas da mesma família terem essa condição. Mas para começar, existem duas categorias, a hiperidrose primária e a hiperidrose secundária.

A hiperidrose primária é aquela que não é causada por fatores internos, podendo ser de origem emocional. Os sintomas somem por meio do repouso.

A hiperidrose secundária é causada por algum problema interno ou por uso de determinados remédios.

Para o diagnóstico da doença é analisada a sudorese focal excessiva com mais de 6 meses de duração, histórico familiar, sudorese excessiva durante o sono e excesso de suor em atividades cotidianas.

Causas 

O suor em excesso pode causar constrangimento ao sair de casa, e as causas para essa condição variam. A maioria dos médicos acredita que seja uma predisposição genética, entre 30% e 40% dos pacientes têm histórico familiar com essa doença.

Caso o diagnóstico seja para hiperidrose secundária, as causas podem ser adquiridas ao longo da vida, como distúrbios hormonais e reações a medicamentos.

Tratamento

O tratamento para hiperidrose é feito de acordo com o diagnóstico feito pelo médico, e geralmente inclui antitranspirantes especiais e medicamentos anticolinérgicos que ajudam a diminuir a estimulação das glândulas sudoríparas.

Usar roupas antiodor também pode ajudar a conter o excesso de suor, e faz com que sair de casa não seja tão constrangedor. Além disso, os antitranspirantes especiais obstruem os poros das glândulas sudoríparas da pele.

Em casos mais sérios existe a simpatectomia, uma cirurgia com um pequeno corte no nervo que transmite o estímulo das glândulas. Entretanto, não é o método mais indicado, já que os efeitos colaterais podem envolver mais suor no corpo.

Dicas importantes 

Algumas dicas podem ajudar para que a hiperidrose não seja um fardo na vida da pessoa com essa condição, e para que sair de casa não seja uma preocupação caso o suor excessivo apareça.

Higiene pessoal

A higiene pessoal é uma parte muito importante para quem tem hiperidrose. No banho, procure usar um sabonete antisséptico e seque bem a pele após o banho. 

No guarda-roupas evite tecidos sintéticos, como poliéster, ele impede a saída do suor. Roupas com algodão são a melhor opção.

Na hora de lavar as roupas passe sabão de coco na área das axilas, isso ajuda a eliminar bactérias. 

Alimentação

Uma alimentação correta é chave para quase tudo, e isso inclui a hiperidrose. Evite alimentos gordurosos demais e pegue leve nos pratos apimentados. Invista em verduras, frutas e carnes magras.

Abras os poros

Na maioria dos casos, a hiperidrose é causada pelo fechamento dos poros, por isso não se esqueça de fazer uma esfoliação, que vai diminuir a transpiração excessiva.

 

Magazine Notícias

Autor do blog Magazine notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *