Essa é a forma mais saudável de preparar o seu café, segundo estudo

Com exceção daqueles que sofrem com a intolerância à cafeína ou de quem não gosta da bebida, preparar o café toda manhã ou todo final de tarde é algo que faz parte da rotina dos brasileiros. 

Uma prova disso é que uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) apontou que o consumo de café no Brasil foi de 21 milhões de sacas anuais entre novembro de 2017 e outubro de 2018.

Isso representou aproximadamente 13% da demanda mundial. Portanto, que muita gente prepara café todos os dias no Brasil já está claro. Mas você sabia que o modo de preparar o café pode afetar a saúde e até a longevidade de uma pessoa?

Pois é, quem apontou isso foi um estudo publicado no European Journal of Preventive Cardiology. De acordo com a pesquisa, usar um filtro para preparar o café pode reduzir os riscos de morte por qualquer causa em 15%.

Em um comunicado à imprensa, o autor do estudo e professor da Universidade de Gotemburgo na Suécia, Dag Thelle, afirmou que o café não filtrado possui substâncias que aumentam os níveis de colesterol no sangue.

Enquanto isso, usar um filtro remove essas substâncias e torna os ataques cardíacos e as mortes prematuras menos prováveis. Em média, uma xícara de café não filtrado contém 30 vezes mais substâncias prejudiciais à saúde do que uma xícara de café filtrado. 

O ataque cardíaco e o acidente vascular cerebral (AVC) fazem parte da lista de complicações que ter níveis altos de colesterol no sangue pode causar. O colesterol alto também é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doença no coração.

O estudo em detalhes

Xícara de café

Para verificar se as substâncias prejudiciais do café não filtrado poderiam causar mais ataques cardíacos e mortes decorrentes de doença do coração, Thelle e sua equipe organizaram um grande estudo populacional.

Assim, após responder a uma pesquisa sobre os seus hábitos de consumo de café, um grupo de 508,747 mil mulheres e homens noruegueses foi acompanhado entre os anos de 1985 e 2003. 

Os pesquisadores também levaram em consideração fatores como o uso de cigarro, a pressão arterial, o peso e a prática de exercícios físicos, que poderiam influenciar os resultados.

Em média, eles acompanharam os participantes por 20 anos. No período, 46.341 faleceram. Dessas mortes, 12.621 foram devido a um problema cardiovascular. Dos 12.621 óbitos por evento cardiovascular; 6.202 foram por um ataque no coração.

No entanto, observou-se menos casos de morte associada à doença cardiovascular entre os consumidores de café filtrado. 

De acordo com o professor da Universidade de Gotemburgo, a análise dele apontou que isso se deu parcialmente devido ao efeito de aumento do colesterol do café não filtrado. 

Café filtrado ou nada de café?

Algo surpreendente é que a ingestão do café filtrado também demonstrou vantagens em relação a não consumir café. O estudo indicou que tomar café filtrado foi associado a uma diminuição de 15% do risco de morte por qualquer causa, em comparação a nenhum consumo de café.

A pesquisa ainda concluiu que tomar café filtrado tinha uma relação com um risco 12% mais baixo de morte devido a problemas cardiovasculares entre os homens. E a uma redução de 20% desse risco entre as mulheres que participaram do estudo. 

Os benefícios foram mais notáveis entre os participantes que afirmaram tomar entre uma a quatro xícaras de café diariamente. 

De acordo com Thelle, outras variáveis como idade, gênero ou hábitos de estilo de vida podem explicar por que os consumidores de café se saíram melhor que os participantes que não tomaram café. Isso levou o professor a acreditar que a observação reflete a realidade. 

Entretanto, Thelle alertou que os resultados do estudo são observacionais e que não são totalmente conclusivos. Ainda assim, o seu conselho é evitar o café não filtrado, tanto para quem já sabe que tem o colesterol alto, quanto para aqueles que não sofrem com o problema. 

Solução contra os problemas de colesterol?

Isso significa que tomar café filtrado vai resolver os problemas de colesterol? Não, quem sofre com o colesterol alto precisa continuar a seguir todo o tratamento que o médico recomendou.

Quem não tem colesterol alto pode aderir ao café filtrado como uma medida adicional de prevenção contra o colesterol alto. Entretanto, apenas fazer isso não é suficiente para impedir que o colesterol aumente.

Além de não tomar café não filtrado, é fundamental ter todo um estilo de vida saudável. Ou seja, com uma alimentação de qualidade e a prática de atividade física, por exemplo, para prevenir o colesterol alto.

Nada de exagerar no café

Outro recado importante é o de não exagerar no consumo diário de café, pois o excesso de cafeína faz mal.

Aliás, uma pesquisa apontou que a cafeína pode aumentar a ânsia por doces. Conheça ainda cinco malefícios do café cientificamente comprovados e saiba como a cafeína faz mal.

Em suma, o recado do estudo não é para aumentar ou exagerar no consumo de café, mas sim para trocar o café não filtrado pelo café filtrado.

Fontes e Referências Adicionais

Você costuma filtrar o seu café para tomar? Já sabia que esse modo é mais saudável? Conte para nós nos comentários!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Essa é a forma mais saudável de preparar o seu café, segundo estudo Aparece primeiro em Mundo Boa Forma