Erva de bicho – O que é, para que serve e como usar

Entenda o que é a erva de bicho, para que serve, como é o preparo do chá e quais são as contraindicações dessa erva tradicional na medicina chinesa. 

Utilizado como um remédio para hemorroidas devido as suas propriedades cicatrizantes, a erva de bicho oferece muitos outros benefícios.

Além de ajudar no tratamento da hemorroidas, a erva de bicho é muito usada para:

  • Combater a insônia;
  • Tratar a diabetes;
  • Melhorar a saúde do cabelo.

Erva de bicho – O que é

pimenta do brejo

A erva de bicho pertence à família de plantas Polygonaceae. Existe mais do que uma espécie conhecida pelo mesmo nome.

Só para exemplificar, é o caso das espécies Polygonum persicaria, Polygonum hidropiper, Polygonum multiflorum e Persicaria punctata. Elas são tão parecidas que são nomes científicos usados para se referir à mesma planta.

A erva tem um sabor picante quando usada oralmente, mas os seus principais usos são tópicos.

Alguns nomes populares que também fazem referência a ela são:

  • Pimenta d’água;
  • Pimenta do brejo;
  • Capiçoca;
  • Cataia;
  • Persicária;
  • Curage;
  • Persicária picante;
  • Pimentela;
  • Persicária mordaz.

Para que serve

A raiz é a parte da erva mais usada para fins medicinais. A saber, alguns desses usos terapêuticos envolvem:

  • Tratamento da constipação intestinal;
  • Alívio de inflamações;
  • Tratamento de doenças como a tuberculose e o colesterol alto, por exemplo.

Na pele, a erva de bicho também serve para:

  • Curar feridas;
  • Tratar espinhas;
  • Aliviar coceiras;
  • Melhorar erupções cutâneas.

No entanto, o uso principal ainda é no tratamento de hemorroidas internas ou externas.

Por fim, algumas pessoas acreditam que o chá de erva de bicho emagrece, mas não existem evidências científicas suficientes para comprovar esse possível benefício.

Apesar de ser mais usada para tratar inflamações, lesões e vários outros problemas de pele, a erva de bicho tem propriedades anti-inflamatórias, antibióticas, vasoconstritoras e hemostáticas que trazem ainda mais benefícios.

Outros usos

Um estudo publicado em 2012 no Journal of Ethnopharmacology mostrou que a erva de bicho pode ser boa para o cérebro. De fato, a pimenta do brejo ajuda a evitar o envelhecimento de suas células induzido pelo estresse oxidativo.

Aliás, o mesmo efeito antioxidante combinado com a redução do colesterol favorece o coração.

Uma pesquisa do Journal of Pharmacological Science atestou a inibição da formação de placas nas artérias, sugerindo que a erva pode prevenir a aterosclerose e outras doenças cardiovasculares, por exemplo.

As propriedades da erva de bicho também ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

Por fim, a aplicação tópica de erva de bicho no couro cabeludo pode promover o crescimento do cabelo.

A pimenta do brejo também pode ser útil para:

  • Melhorar o fluxo sanguíneo;
  • Ajudar a tratar doenças respiratórias;
  • Aliviar a má digestão;
  • Auxiliar no tratamento da diabetes;
  • Prevenir alguns tipos de câncer;
  • Prevenir e ajudar no alívio de desconfortos gastrointestinais.

Embora existam essas alegações de benefícios da erva do bicho, nenhuma delas foi comprovada pela ciência e é importante aguardar mais estudos.

Contraindicações

Certamente, pessoas alérgicas ou que apresente sensibilidade aos componentes da erva de bicho devem ficar longe da planta. O mesmo conselho vale para quem sofre de problemas hepáticos ou renais graves. 

Por fim, as grávidas, lactantes e crianças também devem evitar o uso da erva de bicho.

Como usar

Você pode encontrar a erva em algumas farmácias e em lojas de produtos naturais. Suas folhas, sementes e raízes estão disponíveis principalmente na forma de pomadas, cápsulas ou comprimidos.

No caso da erva de bicho para o tratamento da hemorroida, é indicado aplicar a pomada no ânus ou no reto a depender do tipo de hemorroida todo dia de manhã. Lembrando que logo pós as evacuações, a pomada deve ser reaplicada.

Para hemorroidas internas, existem aplicadores que ajudam no uso e que podem ser higienizados com água e sabão entre as aplicações.

Por outro lado, as cápsulas são bem mais fáceis de usar. A dose mais comum é de 2 cápsulas ao dia ou conforme a prescrição médica.

Fontes e referências adicionais:

Você já usou a erva do bicho para tratar algum problema de saúde? Comente aqui!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Erva de bicho – O que é, para que serve e como usar Aparece primeiro em Mundo Boa Forma