Consumo de chá pode melhorar saúde do coração, diz estudo

Você é daqueles que gosta de tomar um chazinho logo que acorda para acompanhar o seu café da manhã saudável? Ou ao longo da tarde em uma das pausas que faz do trabalho? Então, trazemos uma boa notícia!

Uma pesquisa publicada no European Journal of Preventive Cardiology indicou que tomar chá em dias alternados pode beneficiar a saúde cardíaca.

Mas é importante esclarecer que quando se fala chá, a referência é às bebidas que se produz a partir da planta Camellia sinensis. Por exemplo, o chá verde e o chá preto. Portanto, não inclui termo genérico que engloba as infusões e decocções à base de outros tipos de ervas.

Falando nisso, vale a pena entender a diferença entre chá e tisana.

A pesquisa usou dados de mais de 100 mil adultos chineses que participaram de um estudo sobre saúde de longo prazo. Eles não tinham histórico de ataque no coração, acidente vascular cerebral (AVC) ou câncer.

Eles foram, então, classificados em dois grupos. O primeiro era composto pelas pessoas que tinham o hábito de beber chá (com uma frequência de consumo de três ou mais vezes por semana).

Já o segundo trazia aqueles que nunca tomavam chá ou que não tinham a ingestão da bebida como um hábito. Ou seja, uma frequência de consumo de menos de três vezes por semana.

Ao longo desse estudo, os participantes forneceram informações a respeito de sua saúde e comportamento. Houve ainda um acompanhamento de duração média de 7,3 anos com os chineses.

Os resultados

Em comparação às pessoas que ingeriam menos de três xícaras de chá por semana, os que consumiam mais da bebida tiveram um risco 20% menor de ataque no coração ou algum problema relacionado.

Eles ainda tiveram chances 22% menores de morrer de doença no coração e 15% menos riscos de morrer por qualquer causa.

A análise estimou ainda que os participantes de 50 anos de idade que tinham o hábito de tomar chá desenvolveriam a doença arterial coronariana e o AVC 1,41 anos mais tarde. E viveriam 1,26 anos a mais em relação àqueles que nunca ou raramente consumiam a bebida.

Avaliou-se ainda uma possível influência na mudança do comportamento dos consumidores de chá em um subgrupo composto por pouco mais de 14 mil participantes.

O tempo médio de duração entre as duas pesquisas foi de 8,2 anos e o acompanhamento médio após o segundo estudo foi de 5,3 anos.

Assim, os pesquisadores observaram que os participantes que mantiveram o hábito de beber chá durante as duas pesquisas tiveram um risco 39% menor de ocorrência doença no coração e AVC, 56% menor de morrer por doença cardíaca e AVC e 29% menor de morrer por qualquer causa.

Isso em comparação àqueles que nunca tomavam chá ou que não tinham a ingestão da bebida como hábito.

Diferenças entre homens e mulheres

Casal tomando chá

Houve também análises por gênero. Elas apontaram que os efeitos protetivos do hábito de consumir chá foram mais sólidos para os homens. Entretanto, apenas modestos para as mulheres.

Conforme um dos principais autores do estudo, Xinyan Wang, uma das possíveis razões é que 48% dos homens tinham o hábito de consumir chá. Contra apenas 20% das mulheres.

Outra hipótese é o fato das mulheres terem uma incidência mais baixa, assim como uma mortalidade mais reduzida de doença no coração e AVC.

Diferenças que podem ter tornado mais provável encontrar resultados estatisticamente mais expressivos entre os homens, acrescentou Wang. Ele faz parte da Academia Chinesa de Ciências Médicas.

O chá verde

Wang afirmou que os efeitos positivos foram mais expressivos para o chá verde e para as pessoas com hábito de longo prazo de beber chá.

Uma subanálise por tipo de chá apontou que o chá verde estava associado a riscos aproximadamente 25% menores de ocorrência de doença cardíaca e AVC, mortes por doença cardíaca e AVC e mortes por qualquer causa.

Entretanto, não observou-se relações significativas neste sentido quanto ao chá preto.

Outro autor do estudo, Dongfeng Gu, ressaltou que na população estudada, 49% dos que tomavam chá, consumiam o chá verde com mais frequência. Ao passo que apenas 8% recorria ao chá preto.

Segundo Dongfeng Gu, que também faz parte Academia Chinesa de Ciências Médicas, essa preferência pequena ao chá preto torna mais difícil observar associações sólidas entre a bebida e a saúde do coração.

Apesar disso, o pesquisador acredita que as descobertas do estudo sugerem que há uma diferença de efeito entre o chá verde e o chá preto.

Essa diferença pode ter uma relação com o fato de que, enquanto o chá verde é composto por polifenóis que protegem contra fatores de risco para problemas cardiovasculares, o chá preto passa pela fermentação.

Nesse processo, os polifenóis são oxidados na forma de pigmentos e podem perder os seus efeitos antioxidantes. Além disso, o leite costuma acompanhar o chá preto. Pesquisas anteriores mostraram que isso pode neutralizar os efeitos positivos o chá em relação à saúde vascular.

Ainda é cedo para efetivar as conclusões

Mas atenção, os apontamentos do estudo não comprovam que o consumo de chá foi necessariamente o responsável pelos benefícios. Outros aspectos do estilo de vida e saúde dos chineses poderiam ter uma influência sob os resultados.

A pesquisa mostra que a ingestão mais alta de chá era uma característica presente na vida dos participantes que apresentaram os menores riscos dos problemas cardíacos citados. Entretanto, não traz uma comprovação entre causa e efeito.

No entanto, sabe-se que tanto o chá verde quando o chá preto (produz-se ambos a partir da Camellia sinensis) são ricos em flavonoides. Acredita-se que eles auxiliam a diminuição da inflamação, que é uma das culpadas pelo desenvolvimento da doença no coração.

Consulte o seu médico para saber detalhadamente como prevenir-se contra as doenças que afetam o coração e não deixe de seguir uma dieta balanceada com alimentos bons para o coração e limitar o consumo de alimentos ruins para o coração.

Fontes e Referências Adicionais

Você costuma tomar chá com frequência? Acha que ele pode beneficiar a sua saúde? Conte para nós nos comentários!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Consumo de chá pode melhorar saúde do coração, diz estudo Aparece primeiro em Mundo Boa Forma