Como Se Livrar dos Pneuzinhos – 6 Dicas Para Queimar Gordura Localizada

Independente de estar acima do peso ou ter uma boa forma física, algo que incomoda muitas pessoas é aquela gordura localizada lateralmente, na região da barriga, nas costas perto da lombar e em volta da cintura: os famosos pneuzinhos. Embora algumas mulheres apresentem essa gordura, ela é mais comum para os homens.

Seja para sentir-se melhor com a própria aparência, seja para exibir um corpo bacana durante as férias, fato é que muitos vivem à procura de estratégias para se livrar dos pneuzinhos. Entenda, primeiro, se é possível queimar gordura localizada somente numa região e veja as dicas que separamos na lista a seguir:

1. Diminuir o consumo de carboidratos de alto índice glicêmico

A ingestão desses carboidratos resulta
na secreção de muita insulina, o que tem como consequência o acúmulo de
gorduras – que é bem o contrário do que se deseja. Isso ocorre porque os carboidratos de alto índice glicêmico
apresentam uma velocidade de absorção muito alta e se transformam em açúcar
muito rapidamente.

A resposta para isso é uma grande secreção de insulina. Quanto mais insulina o pâncreas
secretar para que o organismo dê conta de guardar todo esse açúcar, maior será
a probabilidade de que o corpo acumule gordura nos locais onde ele está
geneticamente mais predisposto a armazenar.

Mas quais são os
alimentos com alto índice glicêmico? São os carboidratos
simples
como açúcar, mel, doces, balas, refrigerantes, arroz branco, macarrão
branco, pão branco e itens de padaria e confeitaria de uma maneira geral.

2. Acrescentar mais proteínas e fracionar o nutriente ao longo das refeições

É importante ter sempre um pouco de proteínas em todas as refeições, não somente no almoço ou jantar. O nutriente está associado com a diminuição da grelina, que é conhecida como o hormônio da fome.

Com menos grelina, fica mais fácil controlar o apetite e seguir sem escorregar o programa alimentar escolhido para auxiliar o emagrecimento, perda de gorduras e/ou ganho de massa muscular.

Outro aspecto positivo das proteínas é que elas requerem mais energia do
metabolismo para serem digeridas.

3. Reduzir as gorduras ruins sem deixar de consumir gorduras saudáveis

As gorduras ajudam a manter o corpo mais saciado e, dependendo do tipo
de gordura consumida, é possível ter um ambiente mais anti-inflamatório no
organismo, o que pode favorecer inclusive a queima de gorduras.

Entretanto, não é qualquer tipo de gordura que deve ter espaço na dieta – enquanto as gorduras ruins precisam ser deixadas de lado, as gorduras saudáveis devem aparecer.

Em termos de gordura anti-inflamatória, quem se destaca é o ômega-3, encontrado em alimentos como sardinha, atum e no salmão, por exemplo. Já a chia e a linhaça são fontes de precursores de ômega-3 vegetal.

As gorduras monoinsaturadas e as gorduras polinsaturadas, presentes no abacate, no azeite de oliva e nas oleaginosas, também são boas escolhas para a alimentação. Por outro lado, as gorduras trans e as gorduras saturadas são as que precisam ser evitadas: elas são mais pró-inflamatórias e prejudicam o ambiente de queima de gorduras.

4. Incluir carboidratos de baixo índice glicêmico na dieta

A necessidade de ter cautela com os carboidratos de alto índice glicêmico não significa ser obrigado a seguir uma dieta low carb. Isso porque existem os carboidratos saudáveis, os carboidratos de baixo índice glicêmico que também ajudam a diminuir a grelina, o hormônio da fome previamente mencionado.

Isso sem contar que os carboidratos de baixo índice glicêmico são
absorvidos de maneira lenta, sem causar o mesmo efeito em relação à insulina e
ao armazenamento de gorduras provocado pelos carboidratos de alto índice
glicêmico.

O grupo dos carboidratos de baixo índice glicêmico inclui: batata doce,
grão-de-bico, lentilha, ervilha, feijões e leguminosas de maneira geral, arroz
integral, macarrão integral e pão integral de boa qualidade.

5. Limitar o consumo de bebidas alcoólicas

A bebida alcoólica favorece o acúmulo de gorduras justamente na região central do corpo, na área das costas e na parte lateral, bem onde os indesejáveis pneuzinhos são observados.

Além disso, as bebidas alcoólicas podem conter muitos carboidratos e
calorias. Por si só, o álcool já tem calorias, um valor que pode aumentar em
uma bebida alcoólica incrementada com outros ingredientes.

Mas esses não são os únicos problemas: a ingestão do álcool faz com que a pessoa relaxe e perca as suas inibições, o que reflete também na escolha dos alimentos a serem consumidos – a pessoa fica mais propensa a ceder aos desejos por comidas que passam longe de ser saudáveis e contribuem com o aumento de peso e de gordura como batata frita, pizza e hambúrgueres, que normalmente teriam a sua ingestão controlada.

6. Praticar exercícios físicos

Eles são essenciais para maximizar a queima de calorias. Para quem tiver
o aval médico, o conselho é fazer o Treino
Intervalado de Alta Intensidade (HIIT)
, que intercala períodos de exercícios de alta intensidade
com períodos de descanso ou exercícios de intensidade baixa e gera um gasto de
gordura expressivo e continua a queimar gorduras mesmo em repouso, depois que a
sessão de treinamento já foi finalizada.

Independente de escolher o HIIT ou não, tenha em mente que o treino deve
sempre ser acompanhado e orientado por um educador físico.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já sabia como se livrar dos pneuzinhos? Pretende seguir alguma dessas dicas? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Como Se Livrar dos Pneuzinhos – 6 Dicas Para Queimar Gordura Localizada Aparece primeiro em Mundo Boa Forma