Como lidar com o estresse em tempos de incertezas

O Conteúdo

Olá, tudo bem? Como você está nesse momento de incerteza? E como vai ficar depois que essa crise passar? Já parou para pensar nisso? Provavelmente já, não é? Por isso, preparei esse texto com algumas dicas para você saber como lidar com o estresse causado por situações de incerteza.

Momentos de incertezas como o que estamos vivendo podem ser uma grande fonte de ansiedade e angústia, como bem sabemos. Sei que, para grande parte dos profissionais, o fechamento de academias, clubes e estúdios representa uma queda de receita significativa.

Isso, somado ao distanciamento social que impossibilita que você atenda seus clientes presencialmente (como muitos de nós fazemos), faz com que sejamos colocados diante de um fator que vai exigir de nosso cérebro uma capacidade de adaptação muito grande.

Por isso, para começo de conversa, é importante saber identificar as situações estressantes. Continue lendo para saber como fazer isso!

Como lidar com o estresse: situações estressantes

Conforme iniciamos nossa conversa, sabemos que momentos de mudança exigem de nós uma grande capacidade de adaptação. Nesse sentido, devemos compreender que, para a maioria das pessoas, qualquer processo de mudança naturalmente gera angústia.

Isso acontece pois o nosso cérebro estava em um estado de equilíbrio até que uma situação exige que ele se adapte – o que gera o tão conhecido estresse. É nesse momento que ganha a vantagem quem é capaz de adaptar-se mais rapidamente.

Essa relação funciona da seguinte maneira: se existe uma situação geradora de estresse (como a pandemia que estamos vivendo), o seu cérebro reage lhe enviando mais cortisol (estresse). Isso é bom, à princípio, porque é esse estresse que te avisa que algo diferente e ameaçador está acontecendo.

Nesse ponto, quem tem um bom mindset (mentalidade) de mudança responderá a isso de modo positivo, já que ele algo que ajuda a entender como lidar com o estresse.

Sabe aquela sensação que temos antes de um teste ou de uma conversa com um novo cliente em potencial, aquela que faz você se preparar melhor para a situação? Pode parecer estranho, mas o estímulo é o mesmo: você se estressa com a situação, liga o alerta e reage a ela. Dessa forma, você acaba sendo bem-sucedido; portanto, nesse caso, o estresse foi bom.

Apesar disso, algumas pessoas não sabem como lidar com o estresse. Isso pode ser tornar ainda pior no momento atual que, convenhamos, conta com muitas coisas ocorrendo ao mesmo tempo. Essa percepção pode fazer com que entremos em pânico, gerando o que chamamos de “sequestro emocional”.

O que ocorre quando não sabemos como lidar com o estresse

Quando alguém não sabe como lidar com o estresse, ocorre o “sequestro emocional”. Ele surge porque, quando nosso cérebro percebe uma situação ameaçadora, uma estrutura do nosso encéfalo (a amígdala cerebral) fica hiperativa.

A hiperatividade da amígdala faz com que tenhamos pensamentos ruins e improdutivos, como: “não vou conseguir pagar minhas contas”, “vou perder todos meus clientes”, “vou ser mandado embora”, “vou passar fome”.

Por mais que tudo isso represente uma ameaça real para você, incorrer nesses pensamentos bloqueia a sua percepção para aquilo pode fazer para sair dessa situação da melhor maneira possível. Isso significa que pensar dessa maneira apesar causará uma percepção negativa, dificultando esse período ainda mais.

Como lidar com o estresse: o mindset de mudança como aliado

É claro que algumas pessoas têm bons mindsets de mudança porque, ao longo de toda sua vida, as ocorrências relacionadas à mudança não foram traumáticas. Porém, para algumas pessoas (a maioria) toda mudança, desde sua primeira infância, ativou o sistema de defesa do cérebro.

Esse sistema de defesa gera sentimentos que nos esforçamos para não sentir, como a ansiedade, por exemplo. No entanto, isso não quer dizer que se você não tem um bom mindset de mudança você não possa alterá-lo.

Sim, isso é possível. Por isso, expliquei abaixo duas estratégias simples sobre como lidar com o estresse que podem te ajudar muito quando um pensamento negativo sobre sua carreira te invade e parece tirar todas as suas forças. Olha só:

Parte 1: Identificar e anotar as causas do estresse

Aqui, você deve aproveitar aquele momento em que se vê pensando em todos os problemas que essa crise te trouxe e anotar um a um. Isso é muito válido pois, enquanto você está anotando, seu cérebro para de criar mais e mais pensamentos angustiantes.

Por exemplo: você pensa que vai perder todos os clientes. Antes de pensar mais sobre como isso vai acontecer e o que pode fazer sobre esse problema específico, o seu cérebro, com a amígdala hiperativada, manda outro pensamento negativo. 

Aí, seguem pensamentos como “vou ficar sem dinheiro” e “vou passar fome”. Isso é um caso clássico de sequestro emocional, que te impede de pensar racionalmente. Por isso, você só reage de modo inconsciente em função dessas alterações no funcionamento do cérebro.

Por outro lado, uma base de como lidar com o estresse é interromper os seus medos e pensamentos negativos, dando tempo para que esse estímulo estressante chegue à parte mais consciente do seu cérebro, o lobo pré-frontal. Nesse momento podem surgir ideias e estratégias para lidar com a falta de clientes, por exemplo.

Após anotar esse primeiro problema que lhe surgir à mente, elabore a estratégia que pode te ajudar a suprir a falta desses clientes ou a estratégia que pode fazer com que você perca o mínimo de clientes possíveis.

Também anote todos os outros problemas e elabore uma estratégia plausível para cada uma delas. Como já disse, ao anotar você ajuda o seu cérebro a encontrar saídas.

Parte 2: Como lidar com o estresse através de atitudes

Depois de elaborar suas estratégias, chega a hora da ação. Enquanto se concentra em agir, você dá menos espaço para os pensamentos negativos que te paralisam. Quando você começar a colocar em prática as estratégias, a tendência é que surjam mais ideias relacionadas a esse novo projeto e não mais pensamentos angustiantes.

Assim, é chegada a hora de começar. Para isso, pense em um problema de cada vez e nas possíveis soluções considerando o momento atual. Para ajudá-lo a compreender bem esse processo, vou contar a minha história durante essa crise por ser um exemplo de como lidar com o estresse.

Atuo como personal trainer há 10 anos e tenho uma boa quantidade de clientes presenciais. Por isso, é claro que fui diretamente afetado pela crise, assim como você.

Eu não tinha uma consultoria online, nem sabia como iniciar uma; porém, já estava pensando em começar a oferecer essa modalidade. De fato, duas semanas antes do início da quarentena, comecei a publicar mais conteúdo em minhas redes sociais.

Comecei postando conteúdos que acredito que domino para atrair atenção e mais seguidores. Em menos de duas semanas esses conteúdos trouxeram quase o triplo de seguidores que eu tinha.

Isso ainda não rendia financeiramente, mas me mantinha focado na tarefa. Assim, quando minha mente me jogava para o problema, eu fazia o que sugeri acima: anotava e pensava em uma estratégia.

A melhor solução para o problema apresentado

Já na quarentena, percebendo que as pessoas estavam ansiosas, aflitas e estressadas, decidi ofertar gratuitamente lives diárias de meditação (um dos objetos de estudo do meu doutorado). Isso gerou um retorno muito positivo, e o melhor: a ideia de uma proposta inovadora para uma consultoria de treinamento online.

Nessa mesma época, minha esposa (que também atua na área de Educação Física) estava postando vídeos de treino para ajudar as pessoas a não ficarem paradas nessa quarentena. Aí, percebemos a possibilidade de reunir tudo em um único produto.

Nesse momento, pensei nas táticas de como lidar com o estresse e me sentei em frente ao computador para escrever como seria esse produto. Hoje, ele já está pronto e disponível para venda. Por isso, perceba: se não fosse a quarentena e o estresse gerado por ela, será que esse produto ficaria pronto tão rápido?

Portanto, aproveite cada oportunidade gerada, tanto na crise quanto na calmaria. E mais: te desafio a estudar sobre a trajetória de grandes profissionais e empresários da área. 

Você verá que a maioria deles se reinventarem em uma crise e criaram seu negócio por sentir que precisavam fazer algo. Mesmo porque, quando temos a percepção de que está tudo indo bem, nosso cérebro não se estressa e temos a sensação que não precisamos fazer nada além do que estamos fazendo, entramos em uma zona de conforto.

O que esse produto me gerou? Hoje, faço parte de um grupo de empresários que geram referências para o meu negócio. Esse grupo existe no mundo todo e é o maior grupo de network do mundo.

Ter criado esse produto em resposta à crise me possibilitou esse acesso. Você também pode ter acesso a um grupo como esse, e nem precisa de um negócio inovador: basta ser profissional e estar disposto a se reinventar.

Conclusão

Como você deve ter percebido, ter um forte mindset de mudança significa não esperar que tudo corra sempre bem – porque isso não vai acontecer. Nesse sentido, essa quarentena pode ser a melhor chance de perceber que não devemos precisar de uma crise para extrair o melhor de nós mesmos.

O seu melhor está com você o tempo todo e foi durante essa crise e no processo de criação deste meu novo produto que escrevi a seguinte frase: “mundos se criam à medida dos seus desejos”.

A neurociência já demonstrou que o cérebro humano não sabe a diferença entre o que você está imaginando ou vivendo. Portanto, se ficar refém de pensamentos negativos, isso se tornará sua verdade.

Agora, se você tomar as ações que precisa e visualizar o melhor para você, conseguirá sentir isso e o seu cérebro entende isso como real. Assim, ao saber como lidar com o estresse, você será capaz de transformar os pensamentos positivos em realidade! Portanto, cultive bons pensamentos e boas práticas. Esse é um exercício que vale a pena realizar.

E então, o que achou das dicas? Comente abaixo!

Apareceu primeiro em Blog Educação Física https://ift.tt/35PaYzX