Como Fazer Óleo de Quiabo Caseiro

Quiabo

Aprenda como fazer óleo de quiabo caseiro, quais são suas utilidades e benefícios e confira mais alguns cuidados para consumo.

Você provavelmente está acostumado com aquela versão mais sólida do quiabo, que costuma aparecer ao lado do frango no clássico frango com quiabo e também pode ser preparado refogado ou assado e aparecer em receitas de suco de quiabo, sopas, caldos e saladas, por exemplo.

E, realmente, é uma excelente ideia incluí-lo em receitas saudáveis do dia a dia, afinal, segundo o Banco de Dados Nacional de Nutrientes do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês), uma xícara com aproximadamente 100 g de quiabo cru é fonte de vitamina C, fibras, potássio, magnésio, cálcio, vitamina A, vitamina B1, vitamina B6, vitamina B9 e vitamina K.

O quiabo também fornece um pouco de ferro, niacina (vitamina B3), fósforo e cobre. Ele também possui antioxidantes e existem inúmeros benefícios do quiabo para a saúde e boa forma.

Entretanto, abaixo vamos conversar a respeito do que é, benefícios, cuidados e como fazer óleo de quiabo caseiro.

O que é o óleo de quiabo?

A Gran Oils, empresa especializada em óleos vegetais, 100% naturais, extraídos por prensagem a frio, que comercializa o óleo de quiabo, informa que a parte processada do alimento na fabricação do produto é a sua raiz sem casca.

Sobre os possíveis benefícios do óleo de quiabo, a empresa garante que ele é rico em cálcio, ferro, vitamina A, vitamina C, vitamina E e vitamina K.

A Gran Oils também promete que o produto possui propriedades expectorantes e antitussígenas (que combatem a tosse) e que pode auxiliar nos tratamentos da irritação do trato digestivo, da inflamação e da intestinal.

O óleo de quiabo ainda pode contribuir com a saúde da pele graças ao fato de fazer parte do grupo de alimentos ricos em vitamina C, podendo ser utilizado em massagens terapêuticas e estéticas. A Gran Oils também promove o produto como bastante indicado para os cabelos cacheados e como um óleo nutritivo, hidratante e umectante.

A
empresa afirma ainda que o óleo de quiabo pode ser empregado na culinária como
um substituto do azeite de oliva, em temperos e na finalização de pratos.

Mas atenção: os benefícios prometidos não foram comprovados

Isso porque a própria página de venda do óleo de quiabo destaca que essas informações são apenas referenciais e reproduzidas do laudo oficial disponibilizado pelo fabricante do produto.

No
entanto, ainda mais relevante do que esse esclarecimento é o fato da página em
questão exibir uma advertência do Ministério da Saúde que alerta que não
existem evidências científicas comprovadas de que o óleo de quiabo previna,
cure ou trate doenças.

Além
disso, a própria página ressalta que está claro que os óleos naturais não
possuem propriedades medicinais e/ou terapêuticas comprovadas e que as
propriedades e benefícios descritos no site são completamente genéricos e sem
especificidade.

“Seu
uso jamais substitui os tratamentos prescritos e orientados por seu médico ou
especialista responsável. Não recomendamos o consumo ou uso de óleos naturais
sem orientação e acompanhamento de um profissional qualificado e de sua
confiança”, avisa a página de venda do óleo de quiabo no site da Gran Oils.

Ou
seja, antes de utilizar o produto para qualquer finalidade, principalmente se
for medicinal ou terapêutica, é fundamental consultar o médico para saber se
ele realmente pode ser útil para o seu caso em particular e certificar-se de
que o óleo de quiabo não pode fazer mal para você.

Logicamente, essa recomendação é importante para todos, mas especialmente relevante para as mulheres que estão grávidas ou no período de amamentação, para as crianças, os adolescentes, os idosos e as pessoas que sofrem com qualquer doença ou condição específica de saúde.

Como fazer óleo de quiabo caseiro

Agora, vamos finalmente conhecer algumas maneiras de como fazer óleo de quiabo caseiro. Entretanto, antes de chegarmos às receitas, devemos avisar que não temos como garantir que elas forneçam os mesmos benefícios prometidos pela versão comercial do produto, até porque não existem garantias de que o próprio óleo de quiabo comercial realmente oferece tais vantagens, conforme acabamos de aprender.

Pois
bem, com o esclarecimento devidamente realizado, vamos aos métodos:

Receita 1

Ingredientes:

  • 4 quiabos;
  • Água;
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem – o ingrediente
    pode ser substituído por outro tipo de óleo vegetal.

Modo de preparo:

Cortar as pontinhas dos quiabos e descartar. Cortar a estrutura remanescente do quiabo (que será efetivamente utilizada na receita) em rodelinhas finas. Levar uma panela com água para esquentar. Desligar o fogo quando começar a ferver.

Acrescentar o azeite de oliva extra virgem em um potinho pequeno, adicionar as rodelinhas de quiabo e tampar.

Levar o potinho à panela com a água quente para que fique em banho-maria. Dar uma leve mexidinha no recipiente para misturar bem e deixa-lo na panela até a água ficar morna, quase fria. Levar o potinho para a geladeira ao longo de 24 horas para curtir. Passado esse período, o óleo de quiabo caseiro já pode ser utilizado.

Este
passo a passo de como fazer óleo de quiabo caseiro foi ensinado pelo canal do
YouTube Bella Cacheando, que recomenda não fazer uma quantidade muito grande do
óleo porque ele dura somente duas semanas dentro da geladeira. O método também
pode ser conferido no vídeo a seguir:

Receita 2

Ingredientes:

  • Quiabos (aproximadamente três unidades);
  • Azeite de oliva extra virgem ou óleo de coco;
  • 1 recipiente de vidro limpo e seco – daqueles médios e longos, em
    que as azeitonas costumam ser comercializadas;
  • Água.

Modo de preparo:

Lavar bem os quiabos e picá-los dentro do recipiente de vidro. Acrescentar o azeite de oliva extra virgem (ou óleo de coco) até cobrir completamente os quiabos.

Encher uma panela com água para esquentar. Desligar o fogo quando começar a ferver. Colocar o pote de vidro destampado com o quiabo e o azeite na água da panela em banho-maria ao longo de cinco minutos.

Passado esse período, desligar o fogo e esperar esfriar. Não armazenar o recipiente na geladeira.

Outros cuidados

Caso
você experimente qualquer tipo de efeito colateral enquanto estiver utilizando
o óleo de quiabo, procure rapidamente o auxílio médico, mesmo que não julgue se
tratar de uma reação adversa tão grave assim.

Isso é fundamental para se certificar de qual é a real seriedade do problema, receber o tratamento apropriado e saber se pode continuar a fazer uso do óleo de quiabo no dia a dia ou não.

Como vimos acima, não dá para confiar no óleo de quiabo como um produto milagroso que vai acabar com os problemas de pele e cabelos. Portanto, antes de acreditar em promessas, consulte um médico dermatologista para te orientar, saber se o produto pode contribuir com o seu caso de alguma maneira e entender como utilizá-lo com segurança.

O que você achou dessas dicas de como fazer óleo de quiabo caseiro? Pretende fazer em casa? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Como Fazer Óleo de Quiabo Caseiro Aparece primeiro em Mundo Boa Forma