Como Fazer Óleo de Gengibre Caseiro

Óleo de gengibre

Aprenda como fazer óleo de gengibre caseiro a partir de duas receitas diferentes para aproveitar seus possíveis benefícios, que serão apresentados abaixo.

Você provavelmente já deve ter visto e até utilizado o gengibre na forma de raiz fresca, desidratada ou em pó. Afinal, a especiaria que é originária da China pode ser empregada de diversas maneiras em cosméticos, alimentos processados e receitas culinárias, já que existem vários benefícios do gengibre para a nossa saúde e boa forma.

Por exemplo, podemos encontrar o gengibre em receitas de chás, sucos, temperos, molhos, biscoitos, bolos e muito mais. Vale a pena conhecer, por exemplo, essas receitas de chá de gengibre e essas receitas de biscoito de gengibre para dar uma variada na sua dieta.

O óleo de gengibre

Mas
você sabia que também é possível encontrar a especiaria no formato de um óleo?
Ainda que alguns dos potenciais benefícios associados a esse produto sejam
baseados em experiências pessoais e não em pesquisas científicas, estudos já
levantaram a possibilidade de que o óleo de gengibre possa ter algumas
vantagens.

Esses supostos benefícios incluiriam: efeito anti-inflamatório, contribuição com o alívio da náusea e ação antioxidante.

Entretanto,
como algumas dessas pesquisas foram conduzidas em animais, apresentaram
resultados mistos e testaram o óleo de gengibre ao lado de outros óleos,
precisamos aguardar a divulgação de novos experimentos científicos de qualidade
para ter certeza de que o óleo de gengibre realmente pode colaborar neste
sentido.

De qualquer forma, mesmo que não forneça essas vantagens, o óleo de gengibre apresenta um perfume caloroso e picante que pode ser empregado na aromaterapia, por meio de difusores, inalação do vapor do óleo essencial e sprays.

Como fazer óleo de gengibre caseiro

Agora que já estamos um pouco mais familiarizados com o produto, que tal aprendermos como fazer óleo de gengibre caseiro? Dê uma conferida nas receitas a seguir:

Receita 1

Ingredientes:

  • 1 gengibre inteiro, fresco e saudável;
  • 200 ml de azeite de oliva.

Modo de preparo:

Lavar bem o gengibre fresco e deixar para secar, entretanto, não remover a pele; Colocar o azeite de oliva dentro de um recipiente que possa ir ao forno; Com o auxílio de um ralador, ralar o gengibre em cima do azeite de oliva, dentro do recipiente. Misturar bem;

Ligar o forno em 150º C e deixar ferver lentamente ao longo de duas horas. Após, coar a mistura de azeite com gengibre com o auxílio de um coador de pano para remover todos os pedacinhos do tubérculo. Espremer bem para aproveitar todo o azeite e todo o gengibre.

Armazenar o óleo de gengibre produzido dentro de uma garrafa de vidro bem fechada e colocar em um local fresco e seco. A expectativa é que, deste modo, o óleo tenha uma duração de até seis meses.

Receita 2

Ingredientes:

  • 1 pedaço de aproximadamente 3 cm de gengibre fresco;
  • 1 xícara de chá de azeite de oliva extra virgem.

Modo de preparo:

Lavar o gengibre e deixar descansar em um local ventilado ao longo de pelo menos duas horas para secar; Transferir o azeite para uma panela pequena e levar ao fogo baixo durante uma hora.

Passado esse período, ralar o gengibre, misturando-o com o azeite. Levar a panela ao fogo novamente – desta vez ao longo de 50 minutos; O próximo passo é coar a mistura com o auxílio de um tecido ou coador de café de pano – que deve ser novo.

Então, armazenar o óleo de gengibre obtido dentro de um frasco de vidro bem tampado ao longo de seis meses.

Cuidados com o óleo de gengibre

O
óleo essencial de gengibre é bastante concentrado e não pode ser aplicado na
pele sem estar diluído.

Para se certificar de de que o produto não pode provocar uma reação na pele, recomenda-se passar uma pequena quantidade de óleo de gengibre na região para testar se ele não causa nenhum tipo de efeito colateral.

Antes de começar a utilizar o óleo essencial de gengibre, as mulheres grávidas e as mulheres que se encontram no período do aleitamento de seus filhos precisam consultar o médico.

Por questões de segurança, é recomendável que todo mundo siga esse conselho, até para se certificar de que o produto não pode fazer mal e saber em que dosagem máxima ele pode ser utilizado. Isso é principalmente importante para as crianças, adolescentes, idosos e pessoas que sofrem com algum tipo de doença ou alguma condição de saúde.

Mais
especificamente, quem toma medicamentos anticoagulantes precisa consultar o
médico antes de iniciar o uso do óleo de gengibre porque o produto pode
aumentar os riscos de sangramento para essas pessoas. Já as pessoas que seguem
tratamento com medicamentos para a diabetes não podem utilizar o óleo essencial
de gengibre porque isso pode resultar em uma diminuição dos níveis de açúcar do
sangue.

Os pacientes que são tratados com remédios para hipertensão são outros que não devem fazer uso do óleo essencial de gengibre porque o produto também abaixa a pressão, podendo fazer com que ela fique reduzida demais.

Para aqueles que utilizam qualquer outro tipo de medicamento, suplemento, planta ou óleo essencial, é aconselhável confirmar com o médico se não pode fazer mal usar o óleo de gengibre ao mesmo tempo em que a substância em questão.

Apesar
de ser considerado raro experimentar reações adversas ao utilizar o óleo de
gengibre, doses elevadas do produto podem provocar problemas como azia leve,
diarreia e irritação.

Caso
experimente alguns desses ou qualquer tipo de efeito colateral ao utilizar o
óleo de gengibre, procure rapidamente o auxílio médico, mesmo que não imagine
se tratar de uma reação adversa tão grave assim.

Isso é necessário para verificar a real seriedade do sintoma em questão, receber o tratamento apropriado e saber se pode continuar ou não a fazer uso do óleo de gengibre.

Referências Adicionais:

Você já sabia como fazer óleo de gengibre caseiro? Pretende tentar em casa? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Como Fazer Óleo de Gengibre Caseiro Aparece primeiro em Mundo Boa Forma