Cinco Hábitos Que Prometem Ajudar a Viver até 10 Anos Mais, Segundo Estudo

Bisavós e bisnetos

Não temos controle sobre muita coisa na vida, o que inclui a quantidade de anos que vamos viver na Terra. Mesmo assim, muitas pessoas gostariam de adicionar anos à sua existência para passar mais tempo ao lado de quem ama, conhecer seus netos, bisnetos e tataranetos e testemunhar os avanços que a tecnologia vai continuar a trazer – desde que consiga envelhecer com saúde e manter-se bem longe do envelhecimento precoce.

Viver mais anos que nossos pais e avós tornou-se possível: foi registrado um aumento mundial da expectativa de vida. Se para alguém que nasceu em 1960, a expectativa de vida ao nascer era de 52,5 anos, para os nascidos em 2017, a expectativa de vida ao nascer pulou para 72,3 anos. Esses dados são referentes a uma média mundial e variam de país para país.

O desafio mesmo é viver todos esses anos com qualidade. Afinal, do que adianta estar por aqui por mais tempo, porém ter uma ou mais doenças crônicas e passar os seus últimos anos ou décadas de vida em uma cama, internado em um hospital ou com a locomoção limitada, sem poder sair de casa e sem poder aproveitar o tempo que lhe resta fazendo as coisas que gosta?

Um
estudo que durou 20 anos e envolveu mais de 111 mil pessoas parece ter a
resposta para uma vida longa e sem problemas de saúde. A pesquisa apontou que
ter um estilo de vida saudável poderia aumentar os anos de vida longe de
doenças crônicas em até 10 anos para as mulheres e em até sete anos no caso dos
homens.

No entanto, o que caracteriza um estilo de vida saudável? No caso do estudo, que foi publicado no British Medical Journal (Jornal Médico Britânico, tradução livre) foram explorados cinco traços essenciais:

  1. Nunca fumar. Aproveite para conhecer dicas de como parar de fumar naturalmente;
  2. Seguir uma dieta saudável – conheça truques para ter uma dieta mais saudável;
  3. Apresentar um Índice de Massa Corporal (IMC) entre 18,5 até 24,9, que entra na categoria de peso adequado;
  4. Praticar pelo menos 30 minutos de exercícios físicos vigorosos diariamente;
  5. Manter moderada a sua ingestão de bebidas alcoólicas – sem ultrapassar uma pequena taça de vinho ou uma caneca de cerveja por vez.

A
pesquisa identificou que as mulheres nos seus 50 anos de idade que obedecerem
quatro ou cinco desses critérios estavam propensas a viver mais 34 anos sem
contrair câncer, doença cardiovascular ou diabetes do tipo 2. Isso
representou 10 anos a mais em comparação às mulheres que não seguiram nenhum
desses hábitos de estilo de vida.

Para
os homens, a expectativa de anos sem doença ficou em mais 31 anos, o que
correspondeu a sete anos a mais em comparação aos homens que adotaram estilos
de vida menos saudáveis. Além disso, os homens que fumavam bastante – mais do
que 15 cigarros diariamente – e as mulheres e os homens obesos apresentaram a
menor expectativa de vida longe de doenças.

Entretanto,
mesmo para quem já foi diagnosticado com uma doença, as coisas não estão
perdidas: o estudo indicou que adotar hábitos saudáveis depois do
desenvolvimento de uma doença trouxe os seus benefícios.

Por
exemplo, metade das pessoas com câncer que começaram a seguir ao menos cinco
dos traços da lista de critérios de estilo de vida saudável da pesquisa
sobreviverem por até 22,9 anos, ao passo que os pacientes que não adotaram
nenhum desses critérios viverem por mais 11 anos. As informações são do Fórum
Econômico Mundial, do Ministério da Saúde e do Grupo Banco Mundial.

Fontes e referências adicionais:

Você já conhecia esses cinco hábitos que prometem ajudar a viver até 10 anos mais? Pretende experimentar algum? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo Cinco Hábitos Que Prometem Ajudar a Viver até 10 Anos Mais, Segundo Estudo Aparece primeiro em Mundo Boa Forma