Bifum Engorda? É Saudável? Calorias e Dicas

Aquelas pessoas que estão de olho na boa forma porque precisam emagrecer ou desejam manter o peso, e já ouviram que o bifum engorda, se deparam com o bifum ao olhar o cardápio de um restaurante oriental e ficam sem saber se ele pode atrapalhar a dieta.

Será que dá para saboreá-lo sem preocupar-se com os quilinhos a mais? Afinal, mesmo comendo arroz – que é o ingrediente principal do bifum -, o povo oriental parece não engordar. Para sanar essa dúvida fique com a gente, pois é justamente a respeito disso que vamos conversar no artigo de hoje.

Sobre o bifum

O bifum é um macarrão oriental fininho produzido à base de arroz,
que a gente pode encontrar no cardápio de restaurantes chineses e japoneses.

O gerente do restaurante Mitsuba, Homero Cassiano, conversou com o
pessoal da publicação e explicou que o bifum é uma massa com um sabor neutro e
que apresenta uma boa recepção para temperos.

Este macarrão de arroz oriental é versátil e pode aparecer na
companhia de legumes grelhados, carne bovina, lombo de porco, frango, peixes e
frutos do mar, sendo possível encontrar a massa em receitas de yakisobas, saladas e pratos vegetarianos.

As calorias do bifum

Vamos começar a nossa análise para entender se o bifum engorda
conhecendo as calorias que a preparação pode apresentar.

Pois bem, uma porção de 100 gramas de bifum é composta por 259
calorias. Dependendo do marca, 100 g de bifum podem carregar 360 calorias.

O bifum da marca Lig Lig apresenta 578 calorias em uma porção de
300 gramas. Fazendo as contas, isso é equivalente a aproximadamente 192,5
calorias para uma porção correspondente a 100 g do bifum da marca.

Olhando apenas para os valores de calorias para as porções de 100
g, concluímos que as quantidades não são exatamente pequenas, mas também não
são tão exorbitantes assim e poderiam até caber dentro de uma refeição
principal de uma dieta com foco na perda ou na manutenção do peso. Isso desde que o bifum apareça sempre
em porções moderadas e dentro de pratos saudáveis.

Entretanto, porções maiores já poderiam atrapalhar o objetivo de
não engordar, pois resultariam em um fornecimento mais elevado de calorias ao
organismo. Por exemplo, vimos que os 300 gramas de bifum da marca Lig Lig
carregam impressionantes 578 calorias.

Já se calcularmos o teor calórico para o bifum mencionado pelo
gerente do restaurante Mitsuba  encontramos expressivas 777 calorias para uma
porção de 300 gramas. Dependendo da marca podemos chegar a um resultado grandioso
de 1,08 mil calorias em uma porção de 300 g.

Ou seja, quem gosta do bifum, porém não quer e/ou não pode
engordar, precisa se controlar bastante nas porções. Até porque a massa
oriental de arroz tem um sabor neutro e não costuma ser

consumida sozinha: ela aparece na companhia de outros ingredientes
que, querendo ou não, adicionarão ainda mais calorias ao prato.

A questão dos carboidratos

Quando queremos saber se o bifum engorda, não podemos deixar de
mencionar a questão dos carboidratos, uma vez que algumas
pessoas restringem o nutriente da dieta com o objetivo de emagrecer, mesmo que
eles representem uma das principais fontes de energia para o organismo.

De acordo com especialistas, assim como acontece com o macarrão
feito à base de ovo, os macarrões de arroz também apresentam carboidratos em
sua composição.

Por exemplo, a gente estimou que uma porção de 100 g do bifum da
marca Lig Lig carrega aproximadamente 26,5 gramas de carboidratos. Já a porção
de 300 g do produto possui 79,6 gramas de carboidratos.

Ou seja, quem controla ou restringe a sua ingestão de carboidratos
com o objetivo de estimular a diminuição do peso corporal tem mais um motivo
para se controlar bastante em frente a um prato com bifum.

E será que o bifum é saudável?

O gerente do restaurante Mitsuba, Homero Cassiano, afirmou que o
bifum é composto por quantidades bastante baixas de gorduras. Este foi
justamente um dos benefícios associados aos macarrões de arroz pela bacharela
em ciência alimentar Marie Dannie.

“Como um carboidrato naturalmente com pouca gordura, os macarrões
de arroz podem oferecer uma base saciadora para uma refeição sem a preocupação
de ter muitas gorduras. Entretanto, o método de cozinhar pode aumentar
grandemente o teor de gorduras”, ponderou Dannie.

Por exemplo, um macarrão de arroz como o bifum pode ganhar muitas
gorduras ao ser refogado ou misturado com frituras. “Para manter a quantidade
de gordura baixa, use os seus macarrões de arroz em sopas ou cozidos ao vapor
com vegetais frescos”, aconselhou a bacharela em ciência alimentar.

Outra vantagem atribuída a esse macarrão fininho de arroz é que
ele é livre de glúten. Isso torna o bifum uma opção para as pessoas que não
podem ingerir o glúten devido a um problema de saúde como a doença celíaca ou
sensibilidade não celíaca ao glúten. Há ainda aqueles que não foram
diagnosticados com problemas do tipo, entretanto, escolheram seguir uma
alimentação livre de glúten.

Da mesma forma, o bifum pode tornar-se ainda uma alternativa para
os pacientes que não podem consumir as massas produzidas a partir de ovos, por
sofrerem com alergia ao ovo ou outra condição que inviabilize o
consumo do alimento.

Além disso, a bacharela em ciência alimentar Marie Dannie afirmou que
é possível encontrar minerais como o fósforo e o manganês na composição dos
macarrões de arroz.

Entretanto, enquanto algumas pessoas acreditam que os macarrões de
arroz sejam mais saudáveis que os tradicionais macarrões à base de ovos, as
diferenças nutricionais entre ambos são pequenas.

A questão do sódio

É algo que precisamos levar em consideração tanto quando queremos
saber se o bifum engorda quanto quando o questionamento é se o bifum é
saudável.

Isso porque o excesso de sódio no organismo pode provocar a retenção
de líquidos, uma condição conhecida por causar o inchaço no corpo, dando a
impressão de que ele está mais volumoso. Além disso, ter muito do mineral está
associado a outros problemas de saúde como endurecimento dos vasos sanguíneos, pressão arterial alta, ataque
cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Uma porção de 300 gramas
de bifum da marca Lig Lig é composta por 965 mg de sódio. Com base nisso,
calculamos que uma porção de 100 g do mesmo produto contém aproximadamente
321,5 mg do mineral – o que ainda não é pouco. Pior ainda se o prato com bifum
vier complementado por molhos e outros ingredientes lotados de sódio.

Segundo especialistas,
os adultos saudáveis não devem consumir mais do que 2,3 mil mg de sódio diariamente,
os indivíduos com pressão arterial alta não devem ingerir mais do que 1,5 mil
mg do mineral a cada dia e quem tem insuficiência cardíaca congestiva, cirrose
do fígado e doença renal podem precisa consumir quantias muito menores do que
essas.

Já, conforme
a Associação Americana do Coração, os adultos deveriam limitar a sua ingestão
de sódio para 1,5 mil mg do nutriente por dia.

De acordo com a Academia
Nacional de Medicina dos Estados Unidos, o consumo adequado de sódio durante
uma gestação também é de 1,5 mil mg por dia.

Mais importante do que saber se o bifum engorda

É estar consciente que
não é um único alimento que faz com que uma pessoa aumente o seu peso, mas sim
todo o contexto da sua dieta que exerce grande influência nos quilos que
aparecem quando a pessoa se pesa na balança.

Vamos pensar juntos: vai
adiantar muita coisa a pessoa ser super controlada na hora de comer seu bifum,
combinando-o somente com vegetais e carnes magras, se nas outras refeições ela
enfiar o pé na jaca e abusar de guloseimas, frituras e lanches fast-food, por
exemplo? Provavelmente não, não é mesmo?

Por isso, além de tomar
cuidado com o bifum, quando o objetivo é emagrecer ou manter o peso, o ideal é
seguir uma alimentação equilibrada, controlada, nutritiva e saudável. Para quem
tem dificuldades de ficar firme em uma dieta do tipo por conta própria, vale
muito a pena contar com o auxílio de um nutricionista.

O profissional é
qualificado para indicar um programa alimentar que auxilie a atingir os
objetivos, ao mesmo tempo em que fornece os nutrientes e a energia que o
organismo necessita para funcionar direitinho. O nutricionista também é o mais
indicado para ensinar como incluir o bifum na dieta sem engordar.

Tenha em mente que este
artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as informações
profissionais e qualificadas de um nutricionista.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se bifum engorda? Já experimentou? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo MundoBoaForma.com.br https://ift.tt/2SRV2qq
apareceu primeiro em Mundo boa forma