9 causas do inchaço nos pés – O que pode ser?

Ficar muito tempo em pé pode deixar seus pés cansados e inchados, mas há casos em que o inchaço pode ser um sinal de algo mais sério. Veja aqui quais são as possíveis causas do inchaço nos pés.

Os pés têm uma função muito importante que é a de sustentar todo o resto do corpo. Além disso, eles nos ajudam a caminhar, a correr e a praticar atividades físicas.

Mesmo a ação de ficar muito em pé pode sobrecarregar os pés, especialmente quando se está acima do peso ou quando se passa horas a fio em pé. Esse tipo de inchaço nos pés é comum e acaba afetando a todos mais cedo ou mais tarde.

Aliás, é sempre bom se movimentar, pois ficar sentado o dia todo pode te envelhecer mais rápido.

Porém, o inchaço constante ou acompanhado de outros sintomas pode ser um sinal de outro problema como uma entorse de tornozelo, por exemplo.

Entenda quando o inchaço nos pés pode indicar algo mais sério – como uma lesão, por exemplo – e como proceder em cada caso.

Inchaço nos pés

Embora seja uma condição normalmente temporária, o inchaço nos pés pode causar muito incômodo. E mesmo que você consiga conviver com ele, é importante saber interpretar os sinais que nosso corpo dá de que algo não está indo tão bem.

Por exemplo, quando além do pé inchado, você também observar um ou mais dos sintomas abaixo, é possível que você esteja lidando com uma emergência médica:

  • Febre;
  • Falta de ar;
  • Inchaço em apenas um pé;
  • Dor ou aperto no peito;
  • Inchaço no pé durante a gravidez;
  • Calor, vermelhidão ou outros sinais de inflamação no pé;
  • Inchaço inexplicável ou muito doloroso nos pés.

Além disso, há ainda os casos em que o inchaço vem acompanhado de outros sintomas menos graves, mas igualmente preocupantes como a dor e a limitação do movimento, por exemplo.

Certamente, tudo isso atrapalha a rotina, o humor, o sono e várias áreas importantes da nossa vida – o que já é motivo suficiente para cuidar do inchaço.

Mas, para isso, precisamos saber as possíveis causas do inchaço nos pés para poder tratar o problema.

O que pode ser o inchaço nos pés?

Veja agora algumas explicações para o seu inchaço nos pés e o que fazer em cada situação.

1. Entorse, torções, fraturas

pé-inchado-após-lesão

Todo tipo de lesão muscular ou de outro tipo como o rompimento de um ligamento pode causar inchaço nos pés. Ao machucar o pé, por exemplo, o corpo naturalmente envia mais sangue para o local com o intuito de curar o machucado.

Isso porque quanto mais sangue, mais nutrientes trabalham para tratar a lesão. Porém, o aumento do fluxo de sangue local também causa inchaço.

O que fazer

Quando a lesão é leve, é possível usar o método RICE (do inglês Rest, Ice, Compression, Elevation – Descanso, Gelo, Compressão e Elevação), que consiste nas seguintes etapas:

  • Descanso: descansar e evitar qualquer tipo de pressão no pé lesionado;
  • Gelo: aplicar compressas de gelo no pé por 20 minutos várias vezes ao dia;
  • Compressão: usar uma tira para comprimir o local da lesão;
  • Elevação: elevar os pés acima do nível do coração.

Se a lesão for mais grave, vá até o médico para que ele te receite analgésicos ou anti-inflamatórios para aliviar a dor e diagnostique o ferimento.

2. Pré-eclâmpsia

Se você estiver grávida com um inchaço anormal nos pés, pode ser que você esteja sofrendo de pré-eclâmpsia.

É provável que a gestação por si só já cause um inchaço significativo nos pés. De fato, isso é normal e acontece porque no período gestacional o corpo retém mais água. Como resultado, ele produz mais fluidos para suprir as necessidades do feto.

Por outro lado, a pré-eclâmpsia é uma complicação em que a gestante sofre de problemas como pressão alta, retenção de urina e inchaço grave.

O que fazer

A pré-eclampsia é considerada uma emergência médica. Assim, é indispensável procurar um médico para avaliar a situação e iniciar o tratamento o mais rápido possível.

3. Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca é uma condição na qual o coração é incapaz de bombear o sangue como deveria. De fato, uma das consequências disso é justamente o inchaço nos pés e nos tornozelos.

Além disso, outros sintomas para ficar atento são:

  • Falta de ar súbita e grave;
  • Desconforto ao deitar;
  • Alteração no batimento cardíaco;
  • Dor ou pressão no peito;
  • Desmaio ou fraqueza grave;
  • Tosse persistente com catarro rosado;
  • Dificuldade de concentração.

O que fazer

O tratamento da insuficiência cardíaca é feito com medicamentos. No entanto, em alguns casos pode ser preciso realizar uma cirurgia para reparos ou para a inserção de dispositivos que ajudem o coração a funcionar melhor.

4. Trombose

Coágulos que se formam na região dos pés ou das pernas podem resultar em inchaço nos pés. Caso se desprenda, o coágulo sanguíneo pode ir para outros locais e é aí que temos a trombose.

A depender do seu tamanho, o coágulo pode bloquear o fluxo sanguíneo e prejudicar a função de órgãos como os pulmões e o coração, por exemplo.

O que fazer

Medicamentos como anticoagulantes são usados para diluir o coágulo. Outras formas de lidar com a condição incluem:

  • Exercitar-se regularmente;
  • Beber mais líquidos;
  • Evitar ficar muito tempo sentado;
  • Usar meias de compressão;
  • Diminuir o consumo de sal.

5. Problemas no fígado ou nos rins

O mau funcionamento do fígado pode levar à retenção de líquidos. Por consequência, surge o inchaço.

Já na doença renal, o problema é o excesso de sal no sangue que também faz com que o corpo retenha mais líquidos.

O que fazer

Além de medicamentos prescritos por um médico, as seguintes medidas ajudam a preservar a saúde hepática e renal:

  • Perder peso;
  • Evitar bebidas alcoólicas;
  • Ingerir bastante água;
  • Limitar o consumo de proteínas.

Veja ainda como deve ser uma dieta para insuficiência renal.

6. Infecção

Uma infecção pode deixar os pés inchados, especialmente em pessoas com neuropatia diabética ou distúrbios nervosos, por exemplo.

Isso acontece porque pacientes com essas condições têm maior chance de sofrer infecções nos pés depois de sofrer qualquer tipo de lesão.

O que fazer

Infecções são tratadas com remédios para combater o agente infeccioso.

No caso de infecções causadas por bactérias, por exemplo, o tratamento é feito com antibióticos. Já os antifúngicos são usados para tratar infecções fúngicas e assim por diante.

7. Insuficiência venosa

A insuficiência venosa é caracterizada por danos nas veias. Tais danos são causados por ficar longos períodos em pé ou sentado.

Além de prejudicar a circulação sanguínea, o sangue pode se acumular nas veias das pernas e dos pés, deixando o local inchado.

O que fazer

Felizmente, a insuficiência venosa é relativamente simples de tratar. E quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais tranquilo é o tratamento.

O médico pode prescrever remédios caso necessário. Mas ele também costuma indicar que os pacientes:

  • Evitem ficar muito tempo na mesma posição;
  • Façam exercícios para as pernas, os pés e os tornozelos enquanto estão sentados;
  • Percam peso;
  • Pratiquem uma boa higiene da pele;
  • Usem meias de compressão;
  • Elevem as pernas para descansar;
  • Caminhem e se exercitem com frequência.

8. Uso de medicamentos

Alguns remédios podem causar inchaço nos pés como um de seus efeitos colaterais.

Certos medicamentos de uso contínuo contribuem com a retenção de líquido, causando o inchaço, como por exemplo: antidepressivos, corticoides, antidiabéticos e anti-inflamatórios.

Além disso, remédios para a pressão alta, inibidores da ECA, remédios com hormônios como o estrogênio e a testosterona, por exemplo, podem causar o mesmo efeito.

O que fazer

Primeiramente, você deve identificar, junto com o seu médico, se algum remédio que você toma pode causar esse efeito adverso.

Logo após a confirmação, existem três opções:

  • Trocar o remédio por outro similar que não cause inchaço;
  • Ajustar a dose para minimizar o risco de efeitos adversos;
  • Tomar um diurético para prevenir o inchaço.

9. Edema

O edema é um inchaço natural decorrente do acúmulo de fluidos no corpo. Em casos como esses, o excesso de líquido no corpo fica preso em certos locais, causando inchaço.

Já o linfedema é um tipo de acúmulo de líquido do sistema linfático no tecido gorduroso do corpo, que também causa inchaço.

Esse tipo pode estar relacionado à obesidade, já que o linfedema tem relação com o acúmulo de gordura no corpo ou com uma falha na drenagem de fluidos pelo sistema linfático.

O que fazer

Geralmente, o edema some sozinho, mas é possível acelerar o tratamento por meio de medidas como:

  • Redução da ingestão de sal;
  • Uso de meias de compressão;
  • Ajuste na dosagem de certos medicamentos;
  • Uso de diuréticos;
  • Elevação das pernas.

Outras causas de pés inchados

Por fim, o inchaço nos pés pode ocorrer por causa de alguns hábitos, mudanças na rotina, metabolismo e até mesmo condições climáticas, como por exemplo:

  • Abuso de álcool;
  • Clima quente;
  • Hábitos sedentários;
  • Flutuações hormonais naturais;
  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Gravidez;
  • Má circulação do sangue;
  • Uso de calças ou sapatos apertados.

Como prevenir o inchaço nos pés

O pé inchado tende a melhorar mesmo sem tratamento médico. Ainda assim, é sempre bom adotar hábitos mais saudáveis que reduzem o inchaço e que também contribuem para uma vida mais saudável de uma forma geral.

Para que o inchaço reduza e afim de evitar novos episódios, é válido:

  • Manter-se bem hidratado;
  • Ter uma alimentação equilibrada com ingestão moderada de sódio;
  • Praticar atividades físicas;
  • Mudar de posição durante o dia alternando momentos em pé e sentado no trabalho, por exemplo.

Caso os novos hábitos não melhorem o inchaço nos pés, vale a pena consultar um médico para obter um diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado.

Fontes e Referências Adicionais

Você já sofreu com o inchaço nos pés? O que você fez para aliviar o inchaço? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 9 causas do inchaço nos pés – O que pode ser? Aparece primeiro em Mundo Boa Forma