7 sinais nos pés que indicam problemas no fígado

Manter-se longe do que faz mal para o fígado é algo muito necessário devido à grande importância que o órgão tem para o nosso organismo. Por exemplo, ele filtra o sangue com nutrientes que vem do trato digestivo, antes de passá-lo ao restante do corpo.

As suas células, os hepatócitos, atuam como pequenos centros de triagem e são quem aceitam e filtram esse sangue.

Elas determinam quais nutrientes devem ser processados, quais devem ser armazenados, quais devem ser eliminados pelas fezes e quais devem retornar ao sangue.

Além disso, o órgão decompõe ou converte substâncias, extrai energia, torna toxinas menos perigosas ao organismo e remove essas toxinas da corrente sanguínea.

O fígado ainda armazena vitaminas e minerais como ferro e cobre e libera esses nutrientes caso seja necessário ao organismo.

Ele também desintoxica substâncias químicas, metaboliza remédios e o álcool, produz proteínas importantes para a coagulação sanguínea e fornece a bile, que o na digestão de gorduras.

Como se não bastasse, o órgão também contribui com o sistema imunológico, armazena a glicose sanguínea excedente na forma de glicogênio e decompõe glóbulos vermelhos velhos e danificados.

Entretanto, não é sempre que o fígado recebe todo o cuidado que precisa e merece, o que prejudica a saúde do órgão e pode resultar no desenvolvimento de problemas hepáticos.

Assim, é sempre importante ficar atento aos sinais que o corpo dá que podem indicar que algo anda errado com o órgão.

Mas você sabia que esses sintomas podem aparecer nos pés? Pois é, embora ambos pareçam não ter muita ligação, todo o corpo está conectado e problemas nos pés podem ser sinais de mau funcionamento do fígado.

Entretanto, quais podem ser esses sinais? É isso o que vamos conferir na lista a seguir:

1. Pontos vermelhos e marrons

Eles podem aparecer no tornozelo e no calcanhar e estão associados a uma piora na circulação sanguínea. Em casos de problemas hepáticos mais avançados, o sangue tem mais dificuldade para atingir as extremidades do corpo.

2. Veia com aspecto de teia de aranha

A formação da veia com aspecto de teia de aranha também está relacionada à má circulação sanguínea e a problemas nos capilares sanguíneos. O sintoma é outro que pode aparecer na região do tornozelo, mas também pode surgir na área da perna, atrás do joelho.

3. Pé rachado

Pé rachado

A rachadura, bem craquelada e com a pele endurecida, costuma aparecer no calcanhar e está relacionada à carência de ômega-3, que é uma gordura boa.

Mas o que isso tem a ver com o fígado? Bem, o órgão é responsável por produzir a bile, que ajuda a solubilizar as gorduras e absorver os ácidos graxos essenciais, como é o caso do ômega-3.

Assim, as pessoas que apresentam problemas no fígado também sofrem com uma pior absorção de gorduras.

4. Coceira, inflamação ou dor

O sintoma surge na parte de baixo do pé, na chamada planta do pé, e também tem uma relação com uma piora na circulação. Algumas pessoas ainda podem apresentar dor ou inflamação no pé, com uma dificuldade para colocar o pé no chão ou caminhar por muito tempo.

5. Edema (inchaço)

Outro possível sintoma clássico de um possível problema mais avançado no fígado é o edema.

Para verificar se há um edema, a dica é a seguinte: apertar uma superfície óssea, da área do tornozelo, por exemplo, e observar se um cacifo (uma espécie de buraquinho ou pequeno vale ou depressão) se forma na área e se mantém por alguns segundos.

Caso isso aconteça, há o indício de que houve um extravasamento de fluido (líquido). Embora isso possa ser sinal de problema hepático, nem sempre é esse o caso, o sintoma também pode ser de um problema circulatório.

6. Calor e cheiro ruim

Pé fedido

A temperatura muito quente e o cheiro muito ruim nos pés – o que independe de quanto os sapatos e os pés sejam higienizados – também pode ser experimentada quando há um problema no fígado.

O órgão atua na desintoxicação do organismo, mas quando ele nao está bem, ocorre uma piora nesse processo, o que resulta em uma maior concentração de bactérias no corpo de maneira geral, gerando esses sintomas.

7. Fungos

Eles podem aparecer nas unhas ou entre os dedos dos pés. O mau funcionamento do fígado está associado ao chamado intestino permeável, o que faz com que muitas bactérias e fungos possam entrar na corrente sanguínea.

Assim, é gerado um ambiente muito propício para a proliferação de microrganismos, que podem chegar até os pés.

Atenção

Apresentar esses sintomas pode indicar a existência de um problema no fígado, entretanto, a única forma de ter realmente certeza é buscando a orientação de um médico.

Portanto, se você apresentar um ou mais desses sinais dos pés, marque uma consulta médica para receber o diagnóstico preciso.

Se for o caso de um problema hepático, o médico indicará o tratamento eficiente e seguro para o seu quadro em particular, que você deverá seguir direitinho. Não inicie nenhum tipo de tratamento sem antes consultar o médico porque isso pode ser bem perigoso para a sua saúde.

Entretanto, além de prestar atenção aos sintomas, é muito importante manter as consultas médicas e os exames regulares. Algumas pessoas em estágio inicial de problemas no fígado podem não sentir nada.

Assim, a orientação é ir ao médico pelo menos uma vez ao ano, porém, preferencialmente de seis em seis meses.

Aliás, o vídeo da nossa nutricionista também traz os sintomas nos pés que podem indicar problemas no fígado. Confira então a seguir!

Fontes e Referências Adicionais

Já percebeu algum desses sintomas nos seus pés? Conte para nós nos comentários e não deixe de buscar ajuda médica!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 7 sinais nos pés que indicam problemas no fígado Aparece primeiro em Mundo Boa Forma