7 Causas do Hipertireoidismo e Como Identificar

Tireoide

Conheças 7 causas do hipertireoidismo, veja como identificar através de exames e outras maneiras que uma pessoa sofre com esta condição de saúde.

O hipertireoidismo é uma condição de
saúde que ocorre quando uma glândula tireoide está produzindo uma quantidade
excessiva de hormônios da tireoide, ou seja, ela está hiperativa.

Os hormônios da tireoide incluem tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3). A T3 é o hormônio da tireoide mais ativo e grande parte do T4 é convertido em T3 na corrente sanguínea.

A glândula tireoide é uma glândula
em forma de borboleta localizada na frente do pescoço que é regulada pela
hipófise no cérebro, e a hipófise é regulada pelo hipotálamo, outra glândula
presente no cérebro.

Existem alguns sintomas da tireoide alterada e ao sentir qualquer um deles, você deve consultar um médico para saber sobre a necessidade de realizar um exame de tireoide. Pode ser necessário tomar algum remédio para tireoide para tratar a sua condição.

O hipertireoidismo pode acelerar o
metabolismo do seu corpo causando perda de peso não intencional e batimentos
cardíacos rápidos ou irregulares.

Embora, se ignorado, o hipertireoidismo possa ser grave, a maioria das pessoas responde bem quando essa condição é diagnosticada e tratada.

As 7 principais causas do hipertireoidismo

1. Doença de Graves

Trata-se de um distúrbio do sistema
imunológico que é considerado a causa mais comum de hipertireoidismo. É mais
provável que afete mulheres com menos de 40 anos.

Cerca de 30% das pessoas com doença
de Graves têm uma condição de saúde chamada oftalmopatia de Graves que afeta a
visão e os olhos, incluindo os músculos e tecidos ao seu redor.

Os sintomas da doença de Graves incluem:

  • Olhos salientes;
  • Sensação de dor ou pressão nos olhos;
  • Pálpebras inchadas;
  • Inflamação ou vermelhidão nos olhos ou ao redor;
  • Visão dupla ou perda de visão;
  • Sensibilidade à luz.

Pessoas com doença de Graves também
podem ter uma condição rara chamada dermopatia de Graves que pode causar
vermelhidão e espessamento da pele, geralmente na parte superior dos pés ou nas
canelas.

2. Nódulos da tireoide

Esses pedaços de tecido na tireoide podem se tornar hiperativos e produzir muito hormônio; por isso, o nódulo na tireoide é uma das causas do hipertireoidismo.

Sua tireoide é uma glândula pequena e poderosa que está localizada em seu pescoço. Ela produz hormônios que afetam o seu metabolismo, frequência cardíaca e muitos outros sistemas do corpo.

Às vezes, as células podem crescer
fora de controle e formar um nódulo na tireoide que podem ser sólidos ou cheios
de líquido.

Nem sempre é claro por que uma
pessoa tem nódulos da tireoide. Várias condições médicas podem causar sua
formação. Como por exemplo:

  • Deficiência de iodo: Uma dieta pobre em iodo pode resultar em nódulos da tireoide.
  • Tireoidite: É uma inflamação crônica da tireoide.
  • Adenoma da tireoide: É quando ocorre um crescimento inexplicado do tecido da tireoide. A maioria é inofensiva, mas alguns produzem hormônio que leva a uma tireoide hiperativa (hipertireoidismo).
  • Cisto na tireoide: Geralmente é causado por um adenoma da tireoide que está se degenerando.
  • Câncer de tireoide: A maioria dos nódulos da tireoide não é cancerígena, mas alguns nódulos podem ser.

3. Ingestão excessiva de iodo

Assim como a falta de iodo pode causar problemas para a sua tireoide, a ingestão excessiva também.

Isso acontece porque a glândula tireoide usa iodo para produzir os seus hormônios, e em excesso ele pode ser uma das causas do hipertireoidismo.

O hipertireoidismo induzido por iodo
é geralmente observado em pacientes que já possuem uma glândula subjacente
anormal.

Certos medicamentos, como a
amiodarona (Cordarone), usados no tratamento para problemas cardíacos contêm
uma grande quantidade de iodo e podem estar associados a anormalidades da
função tireoidiana.

4. Tireoidite

Trata-se de uma infecção ou problema no sistema imunológico que pode causar inchaço e vazamento de hormônios na tireoide.

Existem diferentes tipos de
tireoidite, mas todos eles têm algo em comum: todos causam inflamação e inchaço
da tireoide.

Eles podem fazer com que essa glândula produza hormônios demais ou hormônios de menos, e quando produzir demais pode fazer você se sentir nervoso e, possivelmente, fazer com que o seu coração dispare.

Poucos hormônios podem fazer com que você se sinta cansado e deprimido.

5. Adenoma funcional e bócio multinodular tóxico

Geralmente, esses nódulos na tireoide não produzem hormônios e não requerem tratamento, porém, em alguns casos, um nódulo pode se tornar “autônomo”, o que significa que não responde à regulação da hipófise e produz hormônios da tireoide de forma independente.

Isso se torna mais provável quando o
nódulo é maior que 3 cm.

Quando existe um único nódulo que
produz de forma independente hormônios da tireoide, ele é chamado de nódulo
funcional.

Se houver mais de um nódulo em
funcionamento, é usado o termo bócio multinodular tóxico.

Nódulos funcionais podem ser
facilmente detectados com um exame de tireoide.

6. Ingestão excessiva de hormônios da tireoide

Tomar muito medicamento com hormônio da tireoide é bastante comum e frequente.

O consumo de doses excessivas deste
hormônio não é detectado devido à falta de acompanhamento médico dos pacientes
que tomam esses medicamentos.

Outras pessoas podem estar abusando desses medicamentos na tentativa de alcançar outros objetivos, como por exemplo perda de peso, o que pode se tornar uma das causas do hipertireoidismo.

7. Secreção anormal de TSH

Um tumor na hipófise pode produzir
uma secreção anormalmente alta de TSH (hormônio estimulador da tireoide
produzido pela hipófise).

Isso causa para a glândula da
tireoide uma sinalização excessiva para produzir hormônios.

Essa condição é muito rara e pode estar associada a outras anormalidades da hipófise, porém é uma das causas do hipertireoidismo.

Para identificar esse distúrbio, um endocrinologista irá realizar testxames elaborados para avaliar a liberação de TSH.

Como o hipertireoidismo é diagnosticado

O primeiro passo no diagnóstico é obter um histórico médico completo e um ou mais exames para hipertireoidismo que poderá revelar alguns sinais comuns desta condição, como por exemplo:

  • Pulso rápido;
  • Perda de peso;
  • Olhos salientes;
  • Pressão arterial alta;
  • Glândula tireoide aumentada.

Outros exames podem ser realizados para avaliar melhor seu diagnóstico, como:

– T4, T4 livre (tiroxina livre circulante no sangue), T3

Estes exames medem a quantidade de
hormônio da tireoide (T4 e T3) no sangue.

– Exames de colesterol

O seu médico pode precisar verificar seus níveis de colesterol no sangue. Baixo colesterol pode ser um sinal de uma taxa metabólica elevada, na qual seu corpo queima rapidamente o colesterol.

– Teste de nível de hormônio estimulante da tireoide

O hormônio estimulante da tireoide
(TSH) é um hormônio da hipófise que estimula a glândula tireoide a produzir
hormônios.

Quando os níveis deste hormônio estão normais ou altos, o TSH deve ser menor.

Um TSH anormalmente baixo pode ser o
primeiro sinal de hipertireoidismo.

– Cintilografia e captação de tireoide

A cintilografia da tireoide e a captação de tireoide permitem que o médico verifique se sua tireoide está hiperativa.

Em particular, pode revelar se toda
a tireoide ou apenas uma área da glândula está causando a hiperatividade.

– Teste de triglicerídeos

Seu nível de triglicerídeos também pode ser testado. Assim como o colesterol baixo, os triglicerídeos baixos podem ser um sinal de uma taxa metabólica elevada.

– Ressonância magnética ou tomografia computadorizada

Uma ressonância magnética ou
tomografia computadorizada pode mostrar se um tumor hipofisário está causando a
doença.

– Ultrassom

Os ultrassons podem medir o tamanho
de toda a glândula tireoide, bem como quaisquer massas presentes dentro dela.

Os médicos também podem usar os ultrassons
para determinar se uma massa é sólida ou cística.

Se você estiver preocupado, fale com o seu médico para que ele possa fazer um diagnóstico. Os endocrinologistas são especialistas no diagnóstico e tratamento de distúrbios hormonais como o hipertireoidismo.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia as causas do hipertireoidismo e como identificar? Conhece alguém que passa por isso? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 7 Causas do Hipertireoidismo e Como Identificar Aparece primeiro em Mundo Boa Forma