6 Erros que Você Jamais Deve Cometer ao Lavar as Mãos

Lavando as mãos

Ainda que a importância de lavar as mãos vá além da questão do novo coronavírus e seja uma medida fundamental de saúde contra uma série de outras doenças, depois que o vírus causador da COVID-19 se alastrou por diversos países do mundo, a necessidade de lavar muito bem as mãos com água e sabão foi reforçada.

“Nós conhecemos há um bom tempo o quanto é importante lavar as mãos. Isso reduz os riscos de outras doenças respiratórias como o resfriado comum em 20%. Adicionalmente, isso interrompe a propagação de doenças relacionadas à diarreia”, afirmou a médica internista Arefa Cassoobhoy em artigo para o WebMD.

Como não existe uma vacina ou medicamento contra o novo coronavírus, torna-se ainda mais importante obedecer a essa e outras medidas de prevenção para evitar a contaminação com o vírus, como praticar o distanciamento social, usar máscaras faciais de pano quando precisar sair de casa, higienizar as superfícies tocadas com frequência, entre outras estratégias.

Saiba mais a respeito de por que lavar as mãos é tão importante na luta contra o novo coronavírus e conheça dicas de como evitar o contágio pelo novo coronavírus quando precisar sair de casa.

Entretanto, mais do que ter em mente a importância de lavar muito bem as mãos com água e sabão por 20 segundos é necessário saber como fazer isso de maneira eficiente, para que a estratégia realmente contribua com a prevenção da COVID-19.

“Lavar as mãos efetivamente não é fácil. É incrível como pode ser complicado lavar as mãos, mas também é incrível como essa simples tarefa pode salvar vidas”, alertou Cassoobhoy.

Pensando nisso, para o artigo de hoje resolvemos trazer os seis erros que jamais devem ser cometidos ao lavar as mãos:

1. Não lavar as mãos frequentemente

“Ao longo de todo o dia há muitos pontos de contato onde as suas mãos e dedos podem ser expostos aos germes, inclusive ao coronavírus. Uma vez nos seus dedos, os micróbios podem ser facilmente transferidos para o seu corpo se você tocar os olhos, nariz ou boca. Lavar as mãos é a melhor forma de enxaguá-los para longe. O álcool em gel também é uma boa opção quando o sabão e a água não são acessíveis, mas não vai limpar tão bem”, explicou a médica internista Arefa Cassoobhoy.

Portanto, é preciso lavar muito bem as mãos com água e sabão durante 20 segundos várias vezes ao dia. Por exemplo, a médica internista advertiu que é necessário lavar as mãos nas seguintes situações:

  • Depois de estar em um espaço público onde você pode ter encostado em objetos ou superfícies como cesta ou carrinho de compras, bancadas ou maçanetas de portas, por exemplo;
  • Após tossir ou espirrar;
  • Antes de tocar o rosto, principalmente os olhos, o nariz e a boca;
  • Antes e depois de cozinhar, montar refeições e comer;
  • Antes e depois de usar o banheiro;
  • Depois de mexer com o bichinho de estimação, de manusear o alimento do animal e de limpar os seus resíduos (urina, fezes, vômito);
  • Antes e depois de fazer algum serviço de cuidador como trocar as fraldas de um neném ou prestar auxílio a um idoso;
  • Depois de manusear o lixo.

2. Não usar uma quantidade suficiente de sabonete

A recomendação de Cassoobhoy é lavar as mãos com água fria ou morna e aplicar uma quantidade generosa de sabonete. É preciso que todas as partes das mãos recebam o sabonete – as palmas, os dorsos (parte traseira das mãos), os dedos, as regiões entre os dedos, as pontas dos dedos, os pulsos…

“As pessoas tendem a lavar mais completamente quando usam sabonete. Uma quantidade de sabonete líquido correspondente ao tamanho de uma moeda de cinco centavos a uma moeda de 25 centavos é o ideal (você não precisa de um sabonete antibacteriano – ele não agrega nada útil). Ensaboe bem para criar fricção que retire a sujeira, a oleosidade e os micróbios”, acrescentou a médica internista.

3. Não esfregar toda a mão

Não basta encher todas as partes das mãos de sabão, também é fundamental esfregar inteiramente todas essas partes. Cassoobhoy enfatizou a necessidade de esfregar as mãos por completo, sem se esquecer de esfregar a parte de trás das mãos, entre os dedos e principalmente debaixo das unhas.

“Eu recomendo manter as unhas curtas para reduzir a sujeira que pode ficar presa debaixo das unhas”, adicionou a médica internista.

4. Não enxaguar as mãos por completo

Depois de molhar as mãos, ensaboar cada parte delas e esfregá-las corretamente é igualmente essencial enxaguá-las completamente.

“Depois de toda a esfregação, você precisa enxaguar bem as mãos com água corrente para remover todas as coisas (germes) que você suspendeu das suas mãos. Livrar-se de todo o sabão também ameniza qualquer irritação na sua pele”, ensinou a médica internista.

5. Demorar menos de 20 segundos para lavar as mãos

Não é à toa que repetimos tantas vezes que é importante lavar muito bem as mãos com água e sabão ao longo de 20 segundos: de acordo com Cassoobhoy, isso é necessário para que os germes sejam removidos.

Se pararmos para pensar, 20 segundos nem é tanto tempo assim, não é mesmo? Para garantir que está cumprindo os 20 segundos de lavagem, você pode cronometrar o tempo no celular ou cantar a sua música preferida para passar o tempo enquanto lava as mãos.

6. Esquecer de secar as mãos

Os germes são transferidos com maior facilidade para mãos molhadas e através de mãos molhadas, alertou a médica. Portanto, depois de molhar as mãos, ensaboá-las, esfregá-las e enxaguá-las por completo e muito bem, é necessário secá-las também por completo e muito bem.

“Lave as toalhas de mãos de pano da sua casa frequentemente. Se você estiver em um espaço público, os papéis toalha são melhores do que um secador de mãos eletrônico”, advertiu Cassoobhoy.

Fontes e Referências Adicionais:

Você pegou o costume de lavar bem as mãos durante todo o dia nessa época de pandemia do coronavírus? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 6 Erros que Você Jamais Deve Cometer ao Lavar as Mãos Aparece primeiro em Mundo Boa Forma