6 Benefícios do Cuscuz – Para Que Serve e Propriedades

Embora seja um alimento comumente adotado na culinária brasileira, sobretudo na região nordeste, nem todos sabem dos benefícios do cuscuz e como ele pode auxiliar nas dietas.

Você sabe para quais áreas o cuscuz é bom, para que serve e como consumi-lo? Abaixo você poderá tirar suas dúvidas e conferir dicas de como introduzir este alimento à sua dieta.

Atualmente temos acesso a muitas
informações por meio de diversas fontes. Sabemos que o consumo desenfreado de
carboidratos simples, como arroz e farinha brancos, pode ser prejudicial à
saúde e à boa forma.

Diante disto, é comum que busquemos
constantemente formas alternativas e naturais para promover a saúde e perder
peso. O cuscuz se mostra com um grande aliado neste processo, além de ter uma
vantagem adicional: trata-se de um alimento que costuma agradar ao paladar das
pessoas, além de ser fácil de encontrar e ainda mais fácil de se preparar.

O Que é Cuscuz?

É comum encontrarmos informações que definem o cuscuz como um cereal. No entanto, esta definição é tão adequada. O alimento é uma massa feita de sêmola de trigo ou a partir da farinha de milho, mais comumente no Brasil, extremamente rico em glúten e que é comercializado em forma de grânulos.

É possível encontrar três variedades de
sêmola de trigo: israelense, libanês ou marroquino. O grão menor e mais
comumente encontrado em supermercados é a versão marroquina já processada. A
versão natural do alimento só pode ser encontrada nos países mediterrâneos e
note-africanos. 

Benefícios do Cuscuz

Apesar de se tratar de um alimento com alto
teor de glúten, ele possui inúmeros nutrientes que auxiliam no trabalho do
organismo e do metabolismo. Estes nutrientes fazem com que o alimento seja
considerado benéfico à saúde, podendo ser incorporado às dietas de maneira mais
saudável do que massas feitas a partir de carboidratos refinados.

1. Auxílio na Perda de Peso

Deixando de lado o fato de que se trata de
um ingrediente de fácil preparo, o cuscuz entrega outras qualidades a quem o
consome: as propriedades nutritivas. Uma xícara de grânulos contém 176
calorias. Isso representa cerca de 8% da ingestão recomendada de calorias em um
dia, tendo como base dietas de 2.000 calorias.

Este índice calórico é inferior do que o mesmo volume de quinoa ou arroz, por exemplo. Além disso, a mesma quantidade deste alimento fornece 6g de proteínas, o que representa 12% da quantidade diária recomendada pela FDA – Food and Drugs Administration.

Acrescido a isso, o cuscuz é baixo em
sódio, gordura saturada e colesterol.

Outra consideração importante a se fazer é que, ao ser preparado, o alimento absorve a água e diminui a densidade energética (kcal/g). Isso faz com que o cuscuz se torne um alimento interessante a ser adotado para quem busca alimentos para perder peso.

2. Manutenção do Sistema Cardiovascular

Um dos componentes mais importantes do
cuscuz é o selênio, um dos nutrientes-chave para justificar os inúmeros
sistemas beneficiados com a ingestão do alimento.

Selênio é um mineral difícil de encontrar
naturalmente em fontes alimentares, mas essencial ao organismo humano. O cuscuz
é considerado uma das fontes mais ricas neste mineral, pois, uma porção do
alimento oferece 60% da ingestão diária recomendada.

Este mineral age no corpo humano como um
poderoso antioxidante, responsável por atuar nos vasos sanguíneos limpando e
reduzindo as placas de colesterol ruim – LDL –das paredes arteriais. Isto é
fundamental na proteção da saúde cardiovascular, uma vez que com as paredes
limpas, o sangue pode fluir sem impeditivos e bloqueadores.  Consequentemente, quadros de taquicardia,
derrames e aterosclerose são prevenidos quando o consumo de selênio é regular.

Além disso, o alimento é fonte de potássio
– nutriente importante para diminuir a contração dos vasos sanguíneos, bem como
para a regulação da frequência cardíaca.

3. Regulação do Metabolismo

A alta quantidade de proteína encontrada no cuscuz faz com que o alimento seja um importante regulador do metabolismo, já que as proteínas são necessárias para a saúde dos dentes, cabelo, unhas, músculos, ossos, reações químicas naturais e enzimas.

Pessoas que não consomem a quantidade
adequada de proteína passam por problemas com o funcionamento do organismo e do
metabolismo, sendo necessária, muitas vezes, a ingestão de suplementação.

Esta é uma das opções recomendadas às pessoas que buscam por fontes de proteínas de origem vegetal, sobretudo aos veganos e vegetarianos, que não consomem carne –a principal fonte proteica.

4. Propriedades Antibacterianas e Antivirais

Nem todos sabem, mas o cuscuz é um alimento capaz de melhorar o sistema imunológico, atuando no corpo humano como um agente antibacteriano e antiviral, prevenido, dessa forma, doenças como herpes labial, herpes zoster, resfriados, gripes e demais doenças ocasionadas por bactérias e vírus.

5. Diminuição de Chances de Desenvolver Câncer

O selênio presente no cuscuz também pode
ajudar a diminuir o risco de câncer. Após revisão em 69 estudos de caso,
totalizando mais de 350.000 pessoas observadas, identificou-se que altos níveis
de selênio na corrente sanguínea podem proteger o corpo humano de certos tipos
de câncer.

No entanto, o estudo constatou que isso se
deve à ingestão de alimentos ricos em selênio, e não ao consumo de
suplementação. Organismos com deficiência de selênio apresentaram maiores de
chances de desenvolver câncer de próstata. Já o consumo deste nutriente,
associado à vitamina C e E, se mostrou um bom aliado na diminuição de chances
de desenvolvimento de câncer de pulmão.

6. Aumento do Sistema Imunológico

O selênio tem se mostrado uma substância
capaz de promover melhorias em diversos sistemas do corpo humano. Com o sistema
imunológico não é diferente. O antioxidante ajuda a reduzir inflamações e
melhorar a capacidade de defesa do organismo.

Alguns estudos apontam que a deficiência de
selênio na corrente sanguínea pode afetar as células imunológicas, diminuir a
capacidade de defesa e facilitar a instalação de algumas doenças virais.

Como Preparar Cuscuz

Cuscuz é um alimento considerado mais
saudável do que massas feitas a partir de farinha branca. No Brasil, a versão
mais comum é a produzida a partir da farinha de milho e, posteriormente,
temperado com sal e outros ingredientes até ir ao cozimento à vapor. Quando é
preparado corretamente, o alimento é leve e macio, além de ter um preparo
bastante fácil.

O preparo do cuscuz tradicional consiste na
mistura de milharina, água e sal. A recomendação é que se utilize 3 porções de
flocos de milho para uma porção de água durante o preparo, que pode ser feito
na cuscuzeira para que o alimento seja preparado adequadamente no vapor. A
massa hidratada deve cozinhar por cerca de 10 minutos.

Além disso, trata-se de um quitute muito
versátil, pois pode acompanhar carne vermelha, saladas, leite e mais uma
infinidade de opções.

Considerações Sobre o Alimento

O cuscuz é um alimento rico em
carboidratos. Tem havido uma tendência em afastar esta biomolécula das dietas,
sobretudo as que buscam perder peso. No entanto, é importante considerar que os
benefícios oferecidos pelo alimento superam as consequências de ingestão do
carboidrato e, portanto, é um alimento recomendado para integrar os mais
diversos cardápios.

Além disso, o alimento pode ser consumido
no café da manhã, almoço ou jantar. Para quem passa por dietas para perda de
peso, uma opção interessante é a substituição do pão francês ou do arroz branco
por ele, já que possui menos calorias e mais propriedades nutritivas.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já conhecia os 6 benefícios do cuscuz? Pretende adicionar na sua dieta? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 6 Benefícios do Cuscuz – Para Que Serve e Propriedades Aparece primeiro em Mundo Boa Forma