5 Benefícios da Farinha de Ervilha – Para Que Serve, Como Fazer e Receitas

A farinha de ervilha é diferente das farinhas mais conhecidas como a farinha de trigo, farinha de milho, farinha de arroz e até a farinha de amêndoas. A seguir, vamos conversar a respeito da farinha de ervilha e vamos conhecer os seus benefícios, assim como aprender como fazer receitinhas com ela.

Será que ela possui os mesmos benefícios e
propriedades da ervilha

no seu formato original? Descubra isso na listinha a seguir:

Para que serve – 5 benefícios da farinha de ervilha

1. As propriedades da farinha de ervilha

Uma porção de 100 g de farinha de ervilha da marca Bob’s Red
Mill serve como fonte de nutrientes importantes para o funcionamento apropriado
do organismo humano como carboidratos, fibras, proteínas e potássio.

O estudo “Legume flours: Nutritionally important sources of
protein and dietary fiber” (Farinhas de leguminosas: Fontes nutricionalmente
importantes de proteínas e fibras alimentares, tradução livre) apontou que
também é possível encontrar doses de fósforo, magnésio, zinco e manganês na
composição da farinha de ervilha.

2. Fonte vegetal de proteínas

Preparar receitas com a farinha de ervilha pode servir como
uma maneira de reforçar a ingestão de proteínas para aquelas pessoas que não
ingerem carne como os vegetarianos e aqueles que seguem um estilo de vida
vegano e não consomem nenhum produto de origem animal.

Para as pessoas que não comem carne ou nenhum outro tipo de
comida ou bebida de origem animal, vale a pena conhecer outras fontes
de proteína vegetal
.

3. Farinha sem glúten

A farinha de ervilha também pode funcionar como uma
alternativa de farinha para as pessoas que sofrem com a doença celíaca ou
qualquer outro tipo de condição de saúde que impede a ingestão de ingredientes
e alimentos compostos pelas proteínas do
glúten
, como é o caso da tradicional farinha
de trigo.

Entretanto, para certificar-se que a farinha de ervilha que
você está levando para casa é realmente livre de glúten leia direitinho toda a
embalagem do produto.

Isso porque mesmo que a ervilha naturalmente não contenha o
glúten na sua composição, existe o risco de ocorrer a chamada contaminação
cruzada com a substância caso a farinha de ervilha seja fabricada, processada,
embalada ou transportada próxima ou junto de outros ingredientes que contenham
o glúten na sua composição.

4. Fonte de fibras

Preparar alimentos com a farinha de ervilha também pode ser
uma maneira de enriquecer as receitas com fibras, uma vez que, conforme vimos
no início desta listinha, essa farinha serve como fonte do nutriente.

Vale registrar que as fibras alimentares
adicionam volume à dieta e auxiliam o corpo a sentir-se saciado mais
rapidamente, o que é bom para o controle de peso.

O nutriente também é conhecido por contribuir
com o processo de digestão e por ajudar a prevenir a prisão de ventre,
acrescentou o portal dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos.

Agora que conheceu a importância das fibras,
aprenda como adicionar mais fibras à sua alimentação
diariamente
.

5. Fonte de fósforo

O estudo “Legume flours: Nutritionally important
sources of protein and dietary fiber” (Farinhas de leguminosas: Fontes
nutricionalmente importantes de proteínas e fibras alimentares, tradução livre)
destacou o fósforo como um dos minerais encontrados em boas quantidades na
composição da farinha de ervilha.

Esse mineral está envolvido na formação dos
ossos e dos dentes e exerce funções referentes à utilização de carboidratos e gorduras por
parte do organismo, à produção de proteínas requeridas para o crescimento e ao
auxílio na formação da adenosina trifosfato (ATP), molécula utilizada pelo
corpo para o armazenamento de energia.

Mas não é somente isso: ao lado das vitaminas do
complexo B, o mineral trabalha auxiliando a função renal, as contrações musculares,
o batimento cardíaco normalizado e a sinalização nervosa.

Como fazer – Receita de farinha de ervilha

Ingredientes:

  • 320 g de ervilhas congeladas;
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal.

Modo de preparo:

1 – Descongelar as
ervilhas. Então, lavá-las com água corrente dentro de uma peneira e preaquecer
o forno em 200º C;

2 – Dispô-las em um
papel toalha ou para uma toalha de cozinha bem limpa para que o excesso de água
seja absorvido. É necessário que as ervilhas fiquem bem secas;

3 – Transferir as
ervilhas já secas para um recipiente bem limpo e seco. Adicionar uma colher de
sopa de óleo vegetal e misturar bem;

4 – Passar as ervilhas
para uma assadeira, certificando-se que a forma não fique lotada. É preciso que
haja espaço para mexê-las mais tarde;

5 – Levar as ervilhas
para assar ao longo de 20 minutos no forno preaquecido. Passado esse tempo,
mexer as ervilhas com o auxílio de uma espátula e deixar assar por mais 20
minutos;

6 – Depois que desligar
o forno, deixar as ervilhas descansarem e esfriarem. Após, passá-las no
processador de alimentos para obter a farinha.

Receitas com farinha de ervilha

– Pãozinho de ervilha

Ingredientes:

  • 1 ½ xícaras de farinha de ervilhas
    secas;
  • 1 xícara de farinha de tapioca, ou
    polvilho azedo
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal;
  • 2 colheres de chá de fermento em pó;
  • Orégano seco (opcional);
  • Sal a gosto;
  • Água em temperatura ambiente.

Modo de preparo:

1 – Preaquecer o
forno em 180º C;

2 – Misturar os
ingredientes secos (com exceção do orégano) em uma tigela, adicionar a
quantidade de água que for necessária e mexer bem. Não é necessário bater, apenas
misturar bem até adquirir uma massa uniforme;

3 – Modelar a
massa obtida no formato de pãezinhos e transferi-los para uma assadeira untada.
Levar ao forno para assar ao longo de 10 minutos;

4 – Passados
esses 10 minutos, os pãezinhos crescerão e abrirão. Após esse tempo, retirá-los
do forno, pincelar com o óleo vegetal e salpicar orégano ou qualquer outro
tempero de sua preferência;

5 – Devolver ao
forno e deixar que os pãezinhos assem por mais 10 minutos, até que ganhem uma
superfície dourada. Retirar do forno, esperar dar uma leve esfriada, porém
servir os pãezinhos ainda quentes.

– Panqueca com farinha de ervilha

Ingredientes:

  • 2 l de água filtrada;
  • 100 g de abobrinha;
  • 200 g de batatas;
  • 100 g de cenouras;
  • 40 g de farinha de ervilha;
  • 30 g de queijo ralado;
  • 100 g de clara de ovo pasteurizada
  • Pimenta a gosto.

Modo
de preparo:

1 – Lavar
bem a abobrinha, as batatas e as cenouras. Descascá-las e cortar em pedaços
pequenos. Recomenda-se que a abobrinha seja cortada em fatias;

2 – Levar
os dois litros de água em uma panela para ferver e cozinhar a abobrinha, as
batatas e as cenouras ao longo de aproximadamente 15 minutos;

3 – Enquanto
isso, misturar bem a farinha de ervilha com a pimenta, o queijo ralado e a
clara de ovo em um recipiente. Reservar;

4 – Uma
vez que os legumes estiverem bem macios e cozidos, escorrer a água e
amassá-los. Depois que esfriar, misturá-los com os outros ingredientes do passo
4 até obter uma mistura homogênea com textura suave;

5 – Forrar
uma assadeira com papel-manteiga e, com o auxílio de uma concha, distribuir
porções da panqueca pelo recipiente. Essas porções devem ter um formato
arrendondado e ficar ligeiramente separadas na forma;

6 – Levar
para assar ao longo de aproximadamente 20 minutos no forno a 180º C. Desligar
assim que as panquecas ficarem sequinhas. Esperar esfriar um pouquinho e
servir.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia os 5 benefícios da farinha de ervilha? Pretende experimentar? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo MundoBoaForma.com.br https://ift.tt/2tJ5Sqp
apareceu primeiro em Mundo boa forma