4 erros que explicam por que você não está emagrecendo!

Peso na balança

Todo mundo deve saber que um dos principais segredos para o emagrecimento é ter uma dieta balanceada, saudável, controlada e nutritiva.

Afinal, tudo o que comemos influencia muito o nosso corpo em termos de queima ou armazenamento de gorduras, controle do apetite e até disposição para fazer exercícios físicos.

Ao lado da dieta, está a prática frequente de atividades físicas, que são importantíssimas para maximizar a queima de calorias e diminuir o percentual de gorduras no corpo.

Mas e quando a pessoa está lá seguindo o seu regime para emagrecer, entretanto, não obtém resultados positivos? Bem, ela pode estar cometendo alguns erros, que apesar de comuns, podem passar despercebidos pelo dia a dia.

Entretanto, antes de deixar que a falta de resultados cause desânimo e faça desistir da luta contra a balança, vale muito a pena conhecer quais são eles:

1. Subestimar a quantidade de calorias que consome

Contando calorias

Existem casos em que a pessoa acha que está ingerindo entre 1,2 mil e 1,3 calorias quando, na verdade, está consumido em torno de 2,5 mil a 2,7 mil calorias diariamente.

Essa falta de percepção sobre a real quantidade de calorias pode se dar devido aos lanchinhos que se faz ao longo do dia e esquece – como um pedaço de chocolate aqui e uns biscoitinhos ali.

Outra possibilidade são as calorias escondidas dos ingredientes que são usados como acréscimo dos pratos – como ketchup, maionese ou molhos para salada. Tudo isso contém calorias e eleva o teor calórico total consumido durante o dia.

Um das saídas é se esforçar para seguir exatamente aquilo que foi proposto na dieta sem adicionar calorias extras. Para garantir que esse planejamento seja realmente preciso, o ideal é que a dieta seja montada por um nutricionista.

Outra tática que pode ajudar bastante é fazer um diário alimentar em que se anota exatamente tudo o que é comido e bebido ao longo do dia. Por falar nisso conheça 10 aplicativos populares para emagrecer, disponíveis para iOS e Android, que podem servir como diário.

2. Compensar o que gastou no treino com excessos na refeição seguinte

Isso pode acontecer quando a pessoa acha que gastou mais calorias do que realmente gastou no treinamento ou quando se sente muito cansada após ter feito um treino intenso. Então, ela come muito mais no que deveria na sua refeição pós-treino.

O problema é que ao fazer isso, a pessoa tem grandes chances de recuperar ou superar as calorias que foram eliminadas no treinamento. Assim fica bem difícil ver o peso diminuir, não é mesmo?

Para não correr esse risco, vale a pena pedir a orientação de um nutricionista para saber como deve ser o seu pós-treino, algo que pode variar conforme a atividade física realizada e os objetivos que se tem em mente.

3. Esquecer a composição corporal na hora de se pesar na balança

Luta com a balança

O número que aparece quando uma pessoa se pesa na balança não reflete a composição do seu corpo – o valor apresentado é o total e não indica se aquele valor corresponde mais a gordura ou a músculo.

O aumento de peso enxergado na balança pode ter ocorrido na forma de músculos e não na forma de gordura. O que pode ter havido é a substituição do tecido gordo pelo tecido magro muscular, que é mais denso e pesado.

Mas como saber se realmente ocorreu a
substituição da gordura por músculo? Uma estratégia é pegar uma fita métrica e
medir algumas áreas do corpo como a cintura, o quadril, os braços, o peitoral
ou as pernas, por exemplo.

A recomendação é medir entre três a quatro áreas por semana. É importante analisar bem a composição corporal para não ficar frustrado com o peso da balança.

Embora a tática caseira de medir o corpo com a fita métrica ajude a ter uma noção, para ter dados precisos a respeito da proporção entre gorduras e músculos, o ideal é fazer um exame de bioimpedância – saiba mais sobre ele.

4. Pesar-se de maneira errada

Sim, é possível errar na hora de se pesar. Isso acontece quando a pessoa se pesa um dia pela manhã e outro pela tarde ou quando se pesa usando calça jeans, vestido ou outras peças de roupa que podem adicionar certo peso.

Outro problema pode ocorrer na escolha dos dias para se pesar. O ideal é ter uma rotina regular e escolher um dia semana para se pesar, e ter a disciplina de fazer isso todas as semanas nesse mesmo dia.

A pesagem também deve ocorrer sempre pela manhã e sem roupa, após acordar e fazer as suas necessidades básicas. Com isso, a pessoa terá uma parâmetro mais preciso de comparação para toda a semana e corre menos risco de ficar frustrada.

Aproveite para conferir um vídeo da nossa nutricionista abordando esses 4 erros que explicam por que você não está emagrecendo:

Gostou das dicas?

Você está cometendo algum destes erros que explicam por que você não está emagrecendo? Pretende mudar na sua rotina? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.

O conteúdo 4 erros que explicam por que você não está emagrecendo! Aparece primeiro em Mundo Boa Forma